- Publicidade -

Mais Recentes

Deathloop – Diversão num “best of” de jogos de ação modernos

Os estúdios responsáveis pela saga Dishonored e do mais recente Prey, trazem-nos um dos jogos conceptualmente mais complexos do ano, mas que se torna simples através da exploração e investigação, acompanhado com uma divertida dose de ação.

Análises de videojogos: Adeus Notas

Porque opiniões são mais do que notas e números.

Análise – Arboria (PC)

Um roguelike com algum potencial que é prejudicado por um combate pouco entusiasmante e uma mão cheia de bugs irritantes.

Análise – Life is Strange: True Colors (PlayStation 5)

Life is Strange: True Colors não mostra todas as cores que seriam de esperar de um jogo da série, mas a sua escala menor e mais intima, aliada à atmosfera e ao tipo de escrita que a define, tornam o jogo uma delicia para qualquer fã.

Análise – WRC 10 (PlayStation 5)

O jogo mais popular do mundial de rali está de regresso, desta vez montado com régua e esquadro já adaptado de raiz para as consolas de nova geração.

Análise – Ultra Age (PlayStation 4)

O equivalente aos bonecos de Dragon Ball Z que comprávamos nas papelarias, mas mais divertido.

Análise – Tormented Souls (PlayStation 5)

Uma homenagem sentida e desafiante a alguns dos maiores clássicos do género de terror.

Análise – Spookware (PC)

Uma coletânea de minijogos que merece muito a vossa atenção.

Análise – El Shaddai: Ascension of the Metatron (PC)

Uma experiência única que chega finalmente ao PC depois de anos de esquecimento.

Análise – Aliens: Fireteam Elite (PlayStation 5)

O lançamento de Aliens: Fireteam Elite só veio confirmar o que já suspeitava após ver os gameplays: mais facilmente o jogo tira proveito do franchise para o sucesso comercial, do que o franchise tira do jogo.

Análise – RiMS Racing (PlayStation 5)

RiMS Racing surgiu com o desejo de fazer uma abordagem diferente aos jogos de desportos motorizados. E conseguiu... em parte.

Análise – Recompile (PlayStation 5)

Um metroidvania com um estilo visual interessante que não complementa a sua jogabilidade aborrecida.

Análise – Hades (PlayStation 5)

Um ano depois, Hades continua a ser um jogo incontornável.

Análise – Greak: Memories of Azur (Xbox Series X)

Uma aventura a três que irá encantar os mais pacientes.

Análise – Psychonauts 2 (Xbox Series X|S)

Mais do que um divertido jogo de plataformas e ação, Psychonauts 2 atira-nos para uma aventura épica e abstrata que explora de forma alegre e descontraída uma série de condições psicológicas reais.

Análise – Yuoni (PlayStation 5)

Fujam deste jogo de terror que acaba de chegar às consolas.

Análise – Ghost of Tsushima Director’s Cut (PlayStation 5)

É mais Ghost of Tsushima para os fãs do aclamado jogo da Sucker Punch.

Análise – I Am Dead (PlayStation 5)

Uma aventura com o coração no lugar certo, mas que sofre de alguma falta de imaginação.

Análise – Star Hunter DX (Nintendo Switch)

Este novo shoot’em up revela como serão as viagens espaciais se os bilionários tomarem contra do espaço: um aborrecimento e uma irritação permanente.

Análise – Ender Lilies: Quietus of the Knights (PlayStation 4)

Um metroidvania que não podem perder.
- Publicidade -