Fanatec GT DD Pro – O choque entre a performance e o perfecionismo, num simulador sensacional

O prazer de condução reunido num set que oferece fiabilidade, performance, imersão e beleza.

- Publicidade -

Após mais de uma década focado em jogos de desporto coletivo e FPSs, em 2020, com mais tempo livre devido à pandemia, recomecei a investir em simuladores/arcades de condução, tais como F1, WRC, NASCAR, Assetto Corsa, Dirt, Gran Turismo e Grid. Com isso, voltou o bichinho por este tipo de jogos e, pouco depois, seguido de uma pesquisa extensiva (de meses), decidi investir num set de condução e num Playseat dos mais acessíveis. No entanto, até aceitar a ideia de que um set da Fanatec não era opção devido aos elevados custos, e também por existir o risco de não me ambientar com a coisa, acabando por ser um mau investimento, optei pelo G29 da Logitech (seguido do Thrustmaster T248, que chegou para análise). Volvido um ano, surgiu a oportunidade de testar o novo set da Fanatec, o GT DD Pro, e não podia ter ficado mais satisfeito por ter ficado responsável pela tarefa.

Com este volante oficial do jogo Gran Turismo 7 especificamente desenhado para a Playstation 5, a Fanatec volta a conseguir um feito histórico em parceria com a Polyphony Digital. Em 2001, com Gran Turismo 3, foi apresentado ao mundo o sistema de force feedback. 21 anos depois, chega o primeiro set oficial com sistema de direct drive para a Playstation. Mas não se deixem enganar, pois ainda que seja anunciado como um set com direct drive a um preço mais acessível, continua a ser dispendioso.

A experiência começou no desembalamento, onde a primeira coisa que saltou à vista foi a dimensão da caixa, francamente mais reduzida que a do G29 e a do T248 – justificado provavelmente pelo facto de o volante ser removível e vir desengatado da base (motor). Ao abrir a caixa vemos o slogan “Driven to perfection“, aguçando o apetite, e segue-se o guia de iniciação e uma folha com autocolantes da marca. Na secção superior da caixa salta logo à vista o volante e uma caixa mais pequena com os cabos de alimentação (Europa e Reino Unido), cabo USB Type-C para a ligação entre a base e consola ou PC, um cabo RJ12 para conectar os pedais à base, mais uma série de ferramentas e utensílios para a fixação da base e pedais à vossa secretária ou a um playseat. Na secção inferior segue o transformador de corrente, dois componentes plásticos para a fixação à secretária, a base e os pedais. Tudo vem devidamente acondicionado, com esponjas de forma à medida e protegido para eventuais aventuras durante o período em que a encomenda sai do armazém da marca até chegar a vossa casa. Convém salientar que a caixa do set vem dentro de uma caixa de cartão, acrescentando uma camada extra de proteção.

Este novo modelo, como referi anteriormente, foi especificamente desenhado para a Playstation 5, sendo 100% compatível com a Playstation 4 e PC. Para a Xbox, é apenas parcialmente compatível, pois enquanto a base e os pedais funcionam sem restrições, vão precisar de comprar um volante específico para a consola da Microsoft.

Após montar o set no Playseat, a sensação é de que houve preocupação com o detalhe e beleza do mesmo. O volante maioritariamente em plástico com revestimento de fibra de vidro é lindíssimo como um todo. O aro tem um diâmetro de 280mm, achatado na base e é revestido de borracha. Para além dos botões da PlayStation, onde se incluem o stick direcional (5-way), têm ainda quatro sticks direcionais extra (5-way), o que é essencial para alguns jogos onde é necessário ativar boosts, alterar definições do carro ou consultar o estado de determinados componentes, durante as corridas.

Ainda no volante, podem encontrar uma banda RevLED difusa com as cores amarela, vermelha e azul, cores essas que ajudam a identificar as rotações do motor e, por sua vez, a ter uma indicação visual do momento certo para subir de mudança. Abaixo dessa banda encontra-se um ecrã OLED monocromático para o menu de tunning, onde podem alternar entre os vários perfis que tenham definidos e para acesso a dados de telemetria do veículo. No centro do volante encontra-se o símbolo oficial do Gran Turismo e, na parte traseira, têm os manípulos para subir e descer mudanças.

De uma forma geral, o posicionamento dos botões, o formato dos mesmos e como cada um funciona é amigável para o utilizador, sendo que parte deles está ao alcance do polegar sem ser preciso largar o volante. Tanto o ecrã OLED, como a banda RevLED, têm a sua utilidade e são agradáveis à vista sem causar distrações. Ainda que o material seja maioritariamente plástico, o volante é sólido, transmitindo segurança no que toca a resistência dos materiais e com um aspeto robusto. Os manípulos de mudanças são agradáveis ao toque e ergonómicos. A borracha em torno do volante é uma decisão ousada, porque enquanto é agradável ao toque e garante uma aderência fantástica, por vezes essa aderência é elevada demais, causando alguma fadiga nas mãos em jogos que exijam mudanças de direção constantes e mais violentas. Contudo, facilmente se resolve o problema com umas luvas dedicadas para o efeito.

A base do volante é robusta e relativamente pesada para a dimensão, podendo ser montada através de porcas em T deslizáveis ou com o acessório próprio para secretárias. O componente central estrutural é composto por alumínio que funciona como um sistema passivo de heatsink (não precisa de ventoinhas), sendo que, nas extremidades, é complementado por duas tampas de compósito de plástico de dureza elevada. Numa das extremidades tem as saídas para os cabos de ligação à consola, aos pedais, ao travão de mão e ao shifter (entre outros acessórios). Noutra extremidade, em compósito de fibra de carbono, tem a saída para o eixo de rotação onde o volante vai encaixar.

A base do DD Pro tem incorporado o sistema de Direct Drive, que é um tipo de motor com acionamento direto. O que significa que não precisa de quaisquer elementos de transmissão ou de transformação de energia, tais como polias, roldanas, cremalheiras, correias ou parafusos. Isto vem garantir que o motor seja mais pequeno e ofereça um force feedback instantâneo, linear e consistente, com um máximo de 5Nm de torque (podendo chegar a 8Nm caso comprem o Boost Kit 180). A grande vantagem do sistema de Direct Drive é que confere uma condução sem qualquer delay entre o volante e a consola.

Ainda dentro da engenharia da base do GT DD Pro, que é fascinante, têm inúmeras tecnologias que adensam à qualidade técnica deste produto. Falo, por exemplo, da tecnologia de FluxBarrier, que, combinada com enrolamentos concentrados, canaliza o fluxo na direção mais vantajosa, resultando num torque crescente e numa otimização da eficiência e suavidade do motor, mesmo para uma dimensão de caixa reduzida. Falo também do sistema de Slip Ring (testado milhares de vezes pela marca) que proporciona um débito de energia e dados entre a base e o volante sem recorrer a cabos, sendo feito através da transmissão de energia e sinais elétricos de um dispositivo estático para um dispositivo rotativo. Incrível constatar as magias que se podem realizar com simples bobines de indução!

Este kit segue ainda com dois pedais (acelerador e travão) e base, com construção totalmente em metal, com exceção das capas dos pedais, que são em plástico duro. Ambos os pedais estão equipados com sensores de efeito Hall (12 bits), que basicamente é um transdutor cujo quando lhe é aplicado um campo magnético, responde com uma variação da sua tensão de saída. Este sistema oferece alta precisão e durabilidade. A mola do pedal de travagem é mais rígida que a do acelerador e contém um amortecedor de espuma em poliuretano, proporcionando uma resistência adicional e uma maior sensação de travagem progressiva.

Outro ponto positivo que não existia em sets anteriores é o facto de toda a estrutura ser ajustável. Os pedais podem ser ajustados horizontalmente ao longo dos furos da base e pode ser acrescentado um terceiro pedal (vendido em separado). Já as capas dos pedais podem ser ajustas verticalmente. As capas pode ser substituídas por capas de alumínio anodizado, que são também vendidas em separado.

Para ligar o set de condução basta carregar no botão para o efeito na base. Luz vermelha para modo PC, luz azul para modo Playstation e verde para modo Xbox. Muito simples! Após fazê-lo, o volante roda para fazer uma auto-calibração e está pronto a usar. Mas antes da utilização propriamente dita, aconselho que liguem o volante ao PC e se dirijam ao site da Fanatec para download do último firmware para o set. Em relação ao set em si, é sempre mais sensacional montar com um Playseat, mas o GT DD Pro foi construído para conseguir uma fixação robusta caso usem uma secretária ou mesa. É mais fácil virar a mesa do que arrancar a base do volante da mesma. Os pedais têm várias bandas de borracha que exponenciam um bom atrito com o chão, embora ter uma carpete de borracha ajude mais, visto que é duplo atrito.

Os pontos positivos do GT DD Pro são bastantes, sendo que a maioria provém de tudo o que descrevi acima. Destaque para a robustez do set como um todo e, por sua vez, fiabilidade. Destaque para as tecnicalidades que permitem uma experiência sem atrasos, proporcionando uma experiência de jogo sensacional e imersiva. E destaque também para a beleza deste conjunto, que é absolutamente eye-candy, enquanto consegue ser ergonómico em simultâneo.

O único ponto menos positivo é o volante ser de borracha, causando não só fadiga nas mãos, mas também pelo possível desgaste do composto de borracha que, ao fim de alguns anos, pode começar a ganhar resíduos de óleo (tal como as capas dos joysticks dos comandos). Também fiquei com algumas reservas face aos pedais de alumínio e ao boost kit (necessário para terem 8Nm de force feedback) serem vendidos à parte, mas compreendo que seja feito para que o preço base não seja tão elevado.

Em suma, o GT DD Pro é um set de condução já dedicado aos amantes simuladores de corrida que procuram dar o salto para um produto mais a sério. Com o sistema de Direct Drive, este set proporciona uma experiência fiel e realista, devido ao facto de não haver delay entre o input no volante e o output no comportamento do carro na consola. O preço deste set está fixado nos 699.95€, o que faz deste Fanatec um Direct Drive muito acessível, embora perceba que continue a ser um esticão quando comparado com os sets inferiores sem esta tecnologia (com delay, portanto). Posto isto, aconselho o investimento se quiserem dar o salto (tendo em conta o factor económico), ou se quiserem começar de cima, caso tenham o capital e estejam certos que é este produto que procuram.

Pessoalmente, fiquei fã do sistema de Direct Drive e da Fanatec enquanto marca e espero, num futuro próximo, ter a oportunidade de voltar a dar o salto. Entretanto, aguardo ansiosamente pela resposta da Logitech e da Thrustmaster, que têm agora a oportunidade de explorar este novo nicho de mercado, que é o dos Direct Drives mais acessíveis a um público geral já com um preço base definido.

Recomendado

Este dispositivo foi cedido para análise pela Fanatec.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Galp Smart Store. Nesta loja não existem caixas de pagamento (nem funcionários)

A smart store da Galp está localizada na área de serviço Gago Coutinho e vai estar aberta ao público 24 horas/7 dias a partir de junho.

Grupo espanhol investe 38 milhões de euros em projeto de hidrogénio verde na zona industrial da Tocha

Grupo espanhol investe 38 milhões de euros em projeto de hidrogénio verde na zona industrial da Tocha

Feira Internacional do Artesanato de regresso a Lisboa

Três pavilhões diferentes, num total de 30 000 m² de área expositiva.