fbpx

BAFTA: “Roma” ganha categoria de Melhor Filme, mas foi “A Favorita” que conquistou mais prémios

Decorreu este domingo, dia 10 de fevereiro, no Royal Albert Hall, em Londres, a 72.ª edição dos prémios da Academia Britânica de Cinema, mais conhecidos como BAFTA. E Roma, a fabulosa longa-metragem do mexicano Alfonso Cuarón que está presente na Netflix, foi o grande vencedor desta edição ao ganhar na categoria de “Melhor Filme“. Além disso, o filme de Cuarón deu ainda outros três galardões: “Melhor Realizador”, “Melhor Filme Estrangeiro” e “Melhor Fotografia“.

Contudo, foi mesmo o filme A Favorita a conquistar mais galardões. A película tinha, ao todo, 12 nomeações, sagrando-se vencedora em sete delas: “Melhor Atriz” para Olivia Colman, “Melhor Atriz Secundária” para Rachel Weisz, “Melhor Argumento Original”, “Melhor Direção de Arte”, “Melhor Guarda-Roupa”, “Melhor Caracterização” e “Melhor Filme Britânico”.



A Favorita é realizado pelo grego Yorgos Lanthimos e podem ler a nossa crítica aqui.

Destaque ainda para Rami Malek, que ganhou o prémio de “Melhor Ator” pela sua interpretação de Freddie Mercury no filme Bohemian Rhapsody; para Mahershala Ali, que ganhou o prémio de “Melhor Ator Secundário” pela sua personagem em Green Book – Um Guia para a Vida; e para Homem-Aranha: No Universo Aranha, que ganhou o prémio de Melhor Filme de Animação.

Fiquem com a lista completa dos vencedores:

Melhor Filme: “Roma”;
Melhor Ator: Rami Malek, em “Bohemian Rhapsody”;
Melhor Ator Secundário: Mahershala Ali, em “Green Book – Um Guia para a Vida”;
Melhor Atriz: Olivia Colman, em “A Favorita (The Favourite)”
Melhor Atriz Secundária: Rachel Weisz, em “A Favorita (The Favourite)”;
Melhor Realizador: Alfonso Cuarón, por “Roma”;
Melhor Argumento Original: “A Favorita (The Favourite)” (Deborah Davis e Tony McNamara);
Melhor Argumento Adaptado: “BlacKkKlansman: O Infiltrado (BlackkKlansman)” (Spike Lee, David Rabinowitz, Charlie Wachtel e Kevin Willmott);
Melhor Filme Estrangeiro: “Roma” (México);
Melhor Filme de Animação: “Homem-Aranha: No Universo Aranha (Spider-Man: Into the Spider-verse)”;
Melhor Documentário: “Free Solo”, de Elizabeth Chai Vasarhelyi, Jimmy Chin, Evans Hayes e Shannon Dill;
Melhor Banda Sonora: “Assim Nasce Uma Estrela (A Star is Born)”;
Melhor Fotografia: “Roma”;
Melhor Edição: “Vice”;
Melhor Direção de Arte: “A Favorita (The Favourite)”;
Melhor Guarda-Roupa: “A Favorita (The Favourite)” (Sany Powell);
Melhor Caracterização: “A Favorita (The Favourite)”;
Melhor Edição Sonora: “Bohemian Rhapsody”;
Melhores Efeitos Especiais: “Black Panther”.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,780FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
629SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Aqui está a nova versão do Yorn Shake It. E desta vez é dedicada ao desporto

A nova coleção Yorn Shake It irá decorrer até 15 de outubro deste ano.

Coleção atual do Yorn Shake It prolongada até 30 de abril

Agora, têm até às 23h59 do dia 30 de abril deste ano para juntarem o máximo de cartas/autocolantes possível, de modo a que possam garantir algum prémio.

Os prémios Razzie 2020 foram antecipados e Cats foi o pior filme

Este ano, o grande vencedor, ou neste caso perdedor, foi o filme Cats, a bizarra adaptação do musical da Brodway, que acumulou seis prémios.

Hotel Casa Palmela entre os nomeados para o melhor Wine Hotel de Portugal

O Hotel Casa Palmela – Hotel Arrábida está nomeado para a categoria Wine Hotel do Publituris Trade Awards 2020, prémios que distinguem os melhores da indústria turística portuguesa.
- Publicidade -

Mais Recentes