Manuel São Bento

Crítico Português a viver na Suécia com uma enorme paixão pelo cinema, televisão e a arte de filmmaking. Tento oferecer uma perspetiva imparcial de alguém que parou de assistir a trailers desde 2017. Com o passar dos anos, consegui desenvolver a minha voz dentro da comunidade e cobrir os maiores festivais da Europa. Co-host de um podcast semanal, R&M: A Conversation on Cinema. Outlets: Firstshowing, InSession Film, That Shelf, Filmhounds Magazine, Echo Boomer (PT), Magazine.HD (PT). Membro de associações como GFCA (Global Film Critics Association), IFSC (International Film Society Critics) e OFTA (Online Film & Television Association).

Manuel São Bento

3d17aea6567d85adb54efd93b6bee1e6?s=96&d=mm&r=g
260 POSTS4 Comentários
https://linktr.ee/msbreviews
Crítico Português a viver na Suécia com uma enorme paixão pelo cinema, televisão e a arte de filmmaking. Tento oferecer uma perspetiva imparcial de alguém que parou de assistir a trailers desde 2017. Com o passar dos anos, consegui desenvolver a minha voz dentro da comunidade e cobrir os maiores festivais da Europa. Co-host de um podcast semanal, R&M: A Conversation on Cinema. Outlets: Firstshowing, InSession Film, That Shelf, Filmhounds Magazine, Echo Boomer (PT), Magazine.HD (PT). Membro de associações como GFCA (Global Film Critics Association), IFSC (International Film Society Critics) e OFTA (Online Film & Television Association).

Mais recentes

Crítica – The Pod Generation (Sundance 2023)

Num local qualquer, numa realidade paralela, há certamente um guião um pouco mais coeso, repleto de cenas de diálogo inspiradoras que aproveitam ao máximo os excelentes atributos técnicos de The Pod Generation.

Crítica – Onyx the Fortuitous and the Talisman of Souls (Sundance 2023)

Onyx the Fortuitous and the Talisman of Souls não é para todos, mas pode muito bem surpreender.

Crítica – Alice, Darling

Alice, Darling aborda de forma brilhante o tema sensível de abuso em relações amorosas.

Crítica – JUNG_E

JUNG_E não é aquilo que os espetadores esperam.

Crítica – The Last of Us (Série HBO Max)

The Last of Us é a primeira adaptação live-action de um videojogo que consegue, finalmente, quebrar a maldição frustrante e atingir um nível de excelência notável sem precedentes.

Crítica – M3GAN

M3GAN não reinventa o subgénero respetivo de robots assassinos ou de AI que se vira contra os humanos, mas manteve-me entretido e investido o tempo todo.

Os nossos 15 filmes favoritos de 2022

2022 foi um dos melhores anos de memória recente. Um ano absolutamente repleto de grandes surpresas, assim como regressos incrivelmente impactantes de puro entretenimento blockbuster.

Mini-Críticas Cinema – Edição 2022

São críticas de cinema a filmes de 2022, sim, mas não tão extensas como é habitual.

Crítica – Avatar: The Way of Water

Avatar: The Way of Water consegue distinguir-se claramente de outros blockbusters, aproveitando os 13 anos de preparação para entregar uma experiência de CINEMA memorável.

Crítica – Pinocchio

Pinocchio reconta a famosa história da marioneta de madeira através de animação stop-motion visualmente maravilhosa e com várias mudanças narrativas corajosas que fazem do remake mais humano, emocional e tematicamente profundo que tantas outras adaptações.

Crítica – Violent Night

Violent Night é uma das maiores surpresas do ano, tornando-se instantaneamente num clássico natalício contemporâneo!

Crítica – Devotion

Devotion conta uma história guiada por protagonistas emocionalmente complexos, focando-se orgulhosamente em homenagear heróis esquecidos e abordando temas morais de maneira interessante, apesar da estrutura algo repetitiva.