É já este fim-de-semana que começa mais uma edição do Rock in Rio-Lisboa

Junho é o mês escolhido este ano pela organização do Rock in Rio para a sua oitava edição em Lisboa. Apressam-se os últimos preparativos e vai-se aguçando, aos poucos, as nossas expetativas para aquele que é considerado um dos maiores espetáculos de música do mundo.

- Publicidade -

Os artistas portugueses estão nos últimos ensaios, mas dizem-se prontos e orgulhosos por fazer parte da família Rock in Rio. Foi possível conversar com alguns deles como Tim, dos Xutos e Pontapés, Carlão, Blaya, Capitão Fausto e Agir no Warm-Up do festival, no restaurante Doca de Santo. Foi uma tarde descontraída onde a imprensa pôde esmiuçar mais um bocadinho do que é que se vai passar em cada um desses concertos e onde se pôde observar o bom ambiente vivido entre os artistas e a constante troca de ideias.

Foi no passado dia 14 que se abriram as portas pela primeira vez. Sim, as portas da Cidade do Rock abriram-se para a imprensa e todos os segredos foram desvendados. Como anfitriã tivemos Roberta Medina, vice-presidente do Rock in Rio, que, como sempre, mostrou-se super bem-disposta e orgulhosa de poder oferecer novamente esta experiência à cidade de Lisboa, que também esteve representada neste encontro.

Este ano, as novidades são muitas e o festival está ainda melhor em todas as suas vertentes. Começando pelo Palco Mundo, o palco principal da Cidade do Rock este ano está branco, feito de placas de metal que pesam cerca de cinco toneladas, e também está maior, com cerca de oito metros de largura. Este palco vai ter início às 18h e termina por volta da meia-noite, recebendo nomes como Muse, Bastille, Bruno Mars, Anitta, The Killers, Chemical Brothers e Katy Perry. Uma das principais novidades neste palco será o espetáculo de luzes e pirotecnia montado para tornar ainda mais inesquecível cada atuação.

A seguir temos o palco que vai receber a maioria dos artistas nacionais, o Music Valley. Considerado o palco mais cool da Cidade do Rock, é ali que irão acontecer as Somersby Pool Parties e onde se poderá ouvir boa música desde as 12h até às 2h. Alguns dos nomes que passarão por este palco são: Carolina Deslandes, Moullinex, Dillaz, HMB, Capitão Fausto, a festa Revenge of the 90s, Carlão e Blaya.

Como já é habitual, um dos sítios mais animados e de passagem obrigatória para todos o público do Rock in Rio é a EDP Rock Street, que, este ano, está vestida com os tons do continente africano. A atuação mais esperada é a de Bonga, que acontece no dia 23. Nos restantes dias, a música e as atuações de rua não vão faltar e será possível encontrar encantadores de cobras, contorcionistas e até um elefante que, por estes dias, já fez as delícias de quem o foi visitar.

Uma das maiores novidades desta edição é um quarteirão dedicado exclusivamente à cultura pop. É nessa zona que acontecerão performances dedicadas à sétima arte, numa parceria com os cinemas UCI, havendo ainda espaço para os amantes do gaming, uma vez que é no local que estará o Worten Game Ring, a primeira arena de gaming num festival em Portugal. Para além de podermos assistir a algumas finais de campeonatos, ainda irão realizar-se encontros com alguns dos youtubers da actualidade, como Windoh e Ric Fazeres.

Para quem prefere passar as pausas entre um concerto e outro num ambiente mais relaxado, este ano poderá fazê-lo no Time Out Market. Esta zona de lazer, criada para repor energias, terá para servir, aos que por lá passarem, refeições de mais de 14 restaurantes, entre os quais o Sea me, Confraria, Asian Lab e Croqueteria. Este espaço contará também com a presença de alguns dos mais conceituados chefs portugueses, como é o caso de Henrique Sá Pessoa, Vítor Sobral e Marlene Vieira.

Ainda para os mais exigentes que gostam de experiências diferentes, nesta edição existem os tão cobiçados rooftops. Sim, como aqueles que existem por toda a cidade e que nos sabem tão bem nestes finais de tarde de verão. A diferença é que estes estão dentro da Cidade do Rock e conferem outro tipo de conforto aos que os procuram.

Ainda sobre música e dança, porque essas são as palavras de ordem para o início da época dos festivais, nesta edição do Rock in Rio vamos poder encontrar, logo à entrada, o Yorn Street Dance, e aqui, para além de podermos assistir a atuações de mais de 114 bailarinos, podemos também ter aulas de dança, em cinco estilos diferentes. Já não há desculpa para continuar pé de chumbo durante o festival.

Existe muito, mas mesmo muito, para aproveitar neste que é um festival criado num anfiteatro natural, rodeado por natureza e que tem como palavras de ordem paz, acreditar, juntos e sonhar. Um festival que se preocupa cada vez mais com as pessoas e com o nosso ecossistema, tendo lançado por isso mesmo o projeto “Está tudo conectado” que tem como missão sensibilizar, informar e mobilizar os cidadãos para uma participação consciente na recuperação e preservação da floresta.

Como se isto tudo não bastasse, e para que seja possível a todos ver tudo e fazer tudo, é preciso instalar a app Vodafone Rock in Rio. Nela podemos programar as atuações que não queremos perder e, novidade das novidades, podemos agendar a nossa vez no 7UP Slide e na roda gigante. Isto significa que podemos aproveitar o festival em vez de estarmos horas numa fila.

E se pensavam que já tinham acabado as novidades, pois bem, enganam-se. Este ano, o Rock in Rio foi mais longe e trouxe dinossauros para o Parque da Bela Vista! Sim, o Dino Parque da Lourinhã juntou-se ao Rock in Rio e trouxe algumas réplicas de dinossauros amigáveis com os quais podemos tirar umas selfies originais.

Dino Parque Rock in Rio
Dino Parque Rock in Rio

No meio de tantas novidades, até ficamos preocupados se teremos tempo para tudo, mas, com alguma organização e, sobretudo, descontração, haverá tempo para descobrir e usufruir do que este grande festival tem para nos oferecer.

Não nos podemos esquecer do calor e, por isso, é fundamental a hidratação e o protetor solar, pedindo-se precaução. Uma das grandes mais-valias deste ano é, também, a rede de transportes que foi criada, que funcionará até às 3h, para que todos possamos deixar o carro em casa e não ter preocupações relacionadas com isso.

Considerado um festival familiar, tem que obedecer a certos requisitos, e, tal como o Rock in Rio nos tem habituado, todos os anos trabalham para melhorar. Este ano a segurança está mais apertada e a preocupação com o bem-estar dos que lá vão também, por isso, vão existir várias estruturas preparadas para prestar auxílio, constituídas por elementos como a PSP e o Hospital Lusíadas.

Podíamos pedir mais? Podíamos! Podíamos pedir para haver um todos os anos porque este é o que deixa mais lembranças e também mais saudades por ser um festival que já faz parte da nossa cidade e das nossas memórias. Fiquem atentos porque nesta edição será divulgado um novo sítio para o Rock in Rio, que vai acontecer nos anos ímpares. Como vêem, as novidades nunca param.

Texto de: Mafalda Fidalgo

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,770FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
656SeguidoresSeguir

Relacionados

Música – 100 melhores músicas de 2020

20.000 músicas reduzidas a 100. Um trabalho longo, mas deveras prazeroso. Já passaram mais de 11 anos desde que comecei...

Música – Álbuns essenciais (dezembro)

Poucos foram os lançamentos em dezembro, como era de prever. No entanto, houve surpresas agradáveis.

Música – Álbuns essenciais (novembro)

Olhem quem regressou às luzes da ribalta: AC/DC!
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Novo confinamento. Supermercados passam a fechar às 17h aos fins de semana

O Governo apertou as medidas de confinamento, mas continua sem fechar as escolas.

O novo Justice League vai ter um formato de filme de quatro horas

Inicialmente Zack Snyder anunciou que a sua versão do filme seria uma minissérie.

Há quase 30 exclusivos de consola a caminho da Xbox em 2021

Com duas pequenas exceções, o ano de 2021 vai encher a Xbox One e as Xbox Series X|S de exclusivos.