Óscares 2019: “Green Book” vence Melhor Filme, mas a noite foi de “Roma”

- Publicidade - trk
- Publicidade -

Lembram-se das nossas previsões? Pois é, acertámos em muita coisa, pelo que foi uma cerimónia sem muitas surpresas, uma vez que os Óscares estavam a limitar-se a dar os mesmos prémios às mesmas pessoas/filmes que já tinham ganho noutros prémios da indústria.

Assim, sem termos em conta a nossa previsão, os espectadores viram com alguma surpresa Green Book: Um Guia para a Vida sagrar-se vencedor nesta noite de Óscares na categoria de Melhor Filme, prevalecendo sobre Roma. O filme de Peter Farrelly, que assenta numa “história sobre amor, sobre amarmo-nos uns aos outros apesar das diferenças”, ainda deu o Óscar de Melhor Ator Secundário a Mahershala Ali, algo que já todos esperavam, e conquistou o galardão de Melhor Argumento Original.

Porém, Roma acabou ser o filme mais nomeado a ganhar noutras categorias muito importantes. Ganhou a estatueta de Melhor Filme Estrangeiro, a de Melhor Fotografia e deu ao mexicano Alfonso Cuarón o Óscar de Melhor Realizador, num prémio que foi entregue pelo “rival” Guillermo del Toro, vencedor do ano passado com A Forma da Água.



Nas nossas previsões, errámos na escolha de Glenn Close para ganhar o Óscar de Melhor Atriz. É que merecia (afinal já são várias nomeações e zero prémios), mas o prémio acabou por ir para Olivia Colman, graças ao seu desempenho em A Favorita.

Já no que toca ao Óscar de Melhor Ator, foi para Rami Malek, pois claro, ele que não tinha dado hipóteses à concorrência com o seu Freddie Mercury em Bohemian Rhapsody. Já Regina King ganhou, como era esperado, o Óscar de Melhor Atriz Secundária.

De destacar ainda Homem-Aranha: No Universo Aranha que venceu na categoria de Melhor Filme de animação, o Óscar de Melhor Cancão Original para Lady Gaga com o tema “Shallow” do filme Assim Nasce Uma Estrela e as três estatuetas de Black Panther em categorias mais técnicas: Melhor Guarda-Roupa, Melhor Banda Sonora e Melhor Direção de Arte.

Fiquem aqui em baixo com todos os vencedores:

Melhor Filme: “Green Book”;
Melhor Atriz: Olivia Colman;
Melhor Ator: Rami Malek;
Melhor Atriz Secundária: Regina King;
Melhor Ator Secundário: Mahershala Ali;
Melhor Realizador: Alfonso Cuarón;
Melhor Filme de Animação: “Spider-Man: Into the Spider-Verse” (“Homem-Aranha: No Universo Aranha”);
Melhor Curta de Animação: “Bao”;
Melhor Curta-Metragem: “Skin”;
Melhor Documentário: “Free Solo”;
Melhor Curta Documental: “Period. End of Sentence”;
Melhor Montagem: “Bohemian Rhapsody”;
Melhor Filme Estrangeiro: “Roma” (México);
Melhor Fotografia: “Roma”;
Melhor Guarda-Roupa: “Black Panther”;
Melhor Caracterização: “Vice”;
Melhor Banda Sonora: “Black Panther”;
Melhor Canção Original: “Shallow” de “A Star Is Born” (“Assim Nasce Uma Estrela”);
Melhor Direção de Arte: “Black Panther”;
Melhor Edição Sonora: “Bohemian Rhapsody”;
Melhor Mistura de Som: “Bohemian Rhapsody”;
Melhores Efeitos Visuais: “First Man”;
Melhor Argumento Original: “Green Book”;
Melhor Argumento Adaptado: “BlacKkKlansman”.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

Os Óscares vão incluir novas categorias de Popularidade

As novas categorias serão interativas.

Óscares 2021 – As nossas previsões

A 93ª edição dos Óscares é já hoje e chegou a hora de partilhar as minhas previsões.

Óscares 2021. RTP volta a transmitir a cerimónia

Há muito tempo que a estação pública não transmite a gala.
- Publicidade -
- Publicidade - trk
- Publicidade -

Mais Recentes

Volbeat apresentam novo álbum em Lisboa

Os dinamarqueses Volbeat acabam de anunciar o muito aguardado regresso à estrada, para uma digressão pela Europa durante o outono deste ano.

Festival que junta arte, astronomia e património está de regresso a Lagos

O festival vai passar pela Praia da Luz, Bensafrim e por Barão de São João.

Português AkaCorleone tem uma nova obra em Lisboa

Temple of Light é uma visão contemporânea do conceito de culto e religião.