Os estúdios da Xbox revelam um ano de 2020 cheio de recordes

- Publicidade -

Uma bela maneira de terminar uma geração e abrir uma nova.

estúdios da Xbox

Depois de um início de geração conturbado, a Xbox e os seus estúdios têm agora muitos motivos para sorrir, pois 2020 foi um dos melhores anos recentes para a marca.

De acordo com uma publicação no Xbox Wire, partilhada pelo gestor de marketing da Xbox, Aaron Greenberg, os números atingidos na oferta de produtos e serviços e a resposta dos jogadores foram, no mínimo, impressionantes.

Com a marca revitalizada a partir do meio da geração, 2020 viu a chegada de 15 jogos novos sob o banner Xbox Game Studios, onde 10 dos quais foram jogos completamente novos, com foi o caso de Grounded, Tell me Why, Ori and the Will of the Wisps, Gears Tactics e muitos mais. Um número modesto, mas que, comparativamente ao passado, deixa no ar a expectativa de um futuro mais diversificado e recheado de jogos de alto calibre, vindos dos estúdios recém-adquiridos pela Microsoft.

Mas não foi só no número de jogos que a marca bateu recordes. A receção dos jogadores também foi bastante positiva, marcando o melhor ano até à data dos estúdios da Xbox, que viram cerca de 1.660 milhões de horas de jogo acumuladas entre todos os novos títulos.

Há alguns destaques, como é o caso de Grounded, que muito rapidamente ultrapassou um milhão de jogadores; Sea of Thieves superou os 15 milhões de jogadores até à data; Microsoft Flight Simulator registou mais de 26 milhões de voos e mil milhões de milhas voadas (sensivelmente 40 mil voltas ao mundo); e Minecraft Dungeons acumulou 6.9 milhões de sessões entre jogadores nos últimos dois meses.

Estes números parecem também refletir-se na qualidade dos jogos, com alguns candidatos a Jogo do Ano, como é o caso de Ori and the Will of the Wisps, com pontuação média de 90 pontos no Metacritic e no OpenCritic; o de Microsoft Flight Simulator, com 92 pontos no Metacritic e no OpenCritic, elevando-se a um dos melhores jogos de PC do ano; ou o de Wasteland 3, que, além dos 86 pontos no Metacritic e OpenCritic, recebeu prémio de melhor RPG na Gamescom.

E 2020 promete não ficar por aqui, com a nova geração de consolas a chegar em novembro com a Xbox Series S e Xbox Series X, juntamente com a oferta crescente de jogos no serviço Xbox Game Pass, que este ano já viu a sua evolução para a Cloud e prepara-se para crescer com o EA Play.

O futuro é parece bastante interessante, não só para a marca, mas também para os jogadores.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

Os outros jogos de 2021

Em vez de olharmos para o melhor que jogámos este ano, partilhamos aqueles que não jogámos ou que não tivemos a oportunidade de dar a nossa opinião.

[Terminado] Passatempo – Junta-te à Celebração do Days of Play 2021 e Ganha Prémios!

Partilha o teu dia a dia enquanto jogador PlayStation e habilita-te a ganhar jogos e subscrições.

Os Jogos como aliados no ensino

Durante muito tempo, os jogos foram vistos como grandes "vilões" que dificultavam a aprendizagem dos alunos, que faziam ter défice de atenção e que não serviam para ganhar conhecimento.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Chuva de reclamações tapa o Sol da Caparica. Afinal, o que se passou?

Mas as palavras de desagrado do público parecem não ter surtido qualquer efeito junto dos promotores.

Está aberta a Época de Casamentos no Disney+

A primeira série original do Reino Unido para a plataforma de streaming chega dia 8 de setembro.