fbpx

Globos de Ouro: Bohemian Rhapsody foi o grande vencedor da noite

Foi uma cerimónia imprevisível e cheia de surpresas em certo ponto, como é bem habitual nos Globos de Ouro. A maior dela terá mesmo sido Bohemian Rhapsody, filme que, apesar do sucesso em bilheteira, causou má impressão juntos dos críticos de cinema.

Pois bem, o biopic que fala sobre Freddie Mercury e os Queen fez o pleno, ganhando os dois prémios para os quais estava nomeado: Melhor Filme na categoria de drama e Melhor Ator (Drama) para Rami Malek, que dá vida ao icónico vocalista no grande ecrã. Apesar do excelente performance no papel do malogrado artista, Malek tinha forte concorrência de Bradley Cooper na mesma categoria devido ao filme A Star is Born (em português Assim Nasce uma Estrela), longa-metragem que também realizou.

Mas antes existiram mais surpresas. Ninguém esperava, mas Glenn Close acabou mesmo por sagrar-se vencedora na categoria de Melhor Atriz (Drama) pelo seu desempenho no filme The Wife (em português A Mulher), roubando o prémio à favorita da categoria, Lady Gaga.



Contudo, a primeira surpresa da noite aconteceu logo com The Kominsky Method, série da Netflix que estreou no ano passado. Consta que o impacto da série não foi nada por aí além, mas a verdade é que, não só ganhou na categoria de Melhor Série (Comédia ou Musical), como deu ainda o galardão a Michael Douglas na categoria de Melhor Ator (Comédia ou Musical).

Ainda na televisão, Sandra Oh, uma das apresentadoras da cerimónia juntamente com Andy Samberg, ganhou o prémio de Melhor Atriz (Drama) pelo seu papel na série Killing Eve, e, outra surpresa, o escocês Richard Madden, mais conhecido do grande público pelo seu papel enquanto Robb Stark em Game of Thrones, ganhou o prémio de Melhor Ator (Drama) pelo sua personagem na série The Bodyguard, original da BBC One que podem ver na Netflix. Ainda não viram a série? Um conselho: vejam-na. Já.

Já a fabulosa The Americans ganhou na categoria de Melhor Série (Drama).

Curiosamente, Green Book foi o filme mais premiado da noite, consagrando-se como o Melhor Filme (Comédia ou Musical), e ganhando ainda os prémios de Melhor Argumento e Melhor Ator Secundário para Mahershala Ali.

Já o lindíssimo Roma ganhou na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, dando ainda a Alfonso Cuarón o prémio de Melhor Realizador. Enquanto Melhor Filme de Animação, ganhou Spider-Man: Into the Spider-Verse.

Ah, e não esquecer Christian Bale como Melhor Ator (Comédia ou Musical) pelo seu papel no filme Vice, um dos derrotados da noite, e do prémio de Olivia Colman como Melhor Atriz (Comédia ou Musical) em If Beale Street Could Talk (em português Se Esta Rua Falasse).

Ou seja, por aqui já perceberam que houve grande derrotados: A Star is Born, Vice e até Black Panther, nomeado para várias categorias importantes, mas que nem um prémio conseguiu.



A 76ª edição dos Globos de Ouro, organizada pela Hollywood Foreign Press Association (HFPA), decorreu em Beverly Hills e durou cerca de 3h20, mais 20 minutos previstos que o suposto pela organização e o canal BBC.

Em todo o caso, estes prémios não são bem um indicador do que irá acontecer nos Óscares, cujas votações para os nomeados começam já hoje. Em todo o caso, foi o primeiro evento com considerável impacto a acontecer nesta temporada.

Fiquem com todos os vencedores:

Cinema

Melhor Drama
“Bohemian Rhapsody”

Melhor Atriz (Drama)
Glenn Close

Melhor Ator (Drama)
Rami Malek

Melhor Comédia ou Musical
“Green Book”

Melhor Atriz (Comédia ou Musical)
Olivia Colman

Melhor Ator (Comédia ou Musical)
Christian Bale

Melhor Filme de Animação
“Spider-Man: Into the Spider-Verse”

Melhor Filme Estrangeiro
“Roma” (Espanha). Realizado por Alfonso Cuarón

Melhor Atriz Secundária
Regina King

Melhor Ator Secundário
Mahershala Ali

Melhor Realizador
Alfonso Cuarón

Melhor Argumento
“Green Book”

Melhor Banda Sonora
Justin Hurwitz, em “First Man”

Melhor Canção
“Shallow”, de “A Star Is Born”

Televisão

Melhor Série (Drama)
“The Americans”

Melhor Atriz (Drama)
Sandra Oh

Melhor Ator (Drama)
Richard Madden

Melhor Série (Comédia ou Musical)
“The Kominsky Method”

Melhor Atriz (Comédia ou Musical)
Rachel Brosnahan

Melhor Ator (Comédia ou Musical)
Michael Douglas

Melhor Mini-Série ou Filme Produzido para a Televisão
“The Assassination of Gianni Versace”

Melhor Atriz (Mini-Série ou Filme Produzido para a Televisão)
Patricia Arquette

Melhor Ator (Mini-Série ou Filme Produzido para a Televisão)
Ben Whishaw

Melhor Atriz Secundária
Patricia Clarkson

Melhor Ator Secundário
Darren Criss

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,779FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
628SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Aqui está a nova versão do Yorn Shake It. E desta vez é dedicada ao desporto

A nova coleção Yorn Shake It irá decorrer até 15 de outubro deste ano.

Coleção atual do Yorn Shake It prolongada até 30 de abril

Agora, têm até às 23h59 do dia 30 de abril deste ano para juntarem o máximo de cartas/autocolantes possível, de modo a que possam garantir algum prémio.

Os prémios Razzie 2020 foram antecipados e Cats foi o pior filme

Este ano, o grande vencedor, ou neste caso perdedor, foi o filme Cats, a bizarra adaptação do musical da Brodway, que acumulou seis prémios.

Hotel Casa Palmela entre os nomeados para o melhor Wine Hotel de Portugal

O Hotel Casa Palmela – Hotel Arrábida está nomeado para a categoria Wine Hotel do Publituris Trade Awards 2020, prémios que distinguem os melhores da indústria turística portuguesa.
- Publicidade -

Mais Recentes

MO lança linha especial de longsleeves anti-COVID para crianças

A coleção é inteiramente desenhada e fabricada em Portugal.

Mayra Andrade no Coliseu do Porto – Um regresso pleno de brilho

Foram quase duas horas de um espetáculo emotivo, intenso e de grande partilha.