“PEDRO E INÊS” já foi visto por mais de 10 mil espectadores

Mais de 10.000 espectadores já viram o filme português Pedro e Inês, a adaptação do romance A Trança de Inês de Rosa Lobato de Faria para o cinema, por António Ferreira, no fim de semana de estreia. O filme, que conta com Diogo Amaral e Joana de Verona como protagonistas, continua em exibição em cerca de 45 salas nacionais e pode ser visto entre 2ª e 4ª feira no âmbito da Festa do Cinema por 2,5€ por bilhete.

- Publicidade -

O filme expande-se ao longo de duas outras histórias paralelas em épocas diferentes – para além da original de D. Pedro, rei de Portugal no seculo XIV, Pedro e Inês conta ainda a história de Pedro Bravo, filho de um importante arquiteto do século XXI e a de Pedro Rey, um jovem filho de um líder de uma comunidade rural, a única categoria de indivíduos que está autorizada a reproduzir-se na sociedade de um futuro distópico imaginário. Apesar de a história de Pedro e Inês serem contadas em séculos diferentes com regras familiares e sociais de cada época, o seu destino é comum: o de estarem incondicionalmente apaixonados, mas não poderem viver esse amor.

O filme foi rodado em quatro concelhos do distrito de Coimbra – Coimbra, Cantanhede, Montemor-o-Velho e Lousã. A Diogo Amaral e Joana de Verona juntam-se ainda nos principais papéis Vera Kolodzig, Cristóvão Campos, Custódia Gallego, João Lagarto e Miguel Borges.

Pedro e Inês é uma das produções portuguesas mais ambiciosas dos últimos anos. O filme foi selecionado para a competição oficial do MWFF 2018 – Festival Internacional de Cinema de Montreal (Montreal World Film Festival), no Canadá, e está em competição oficial (Novos Realizadores) na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo 2018 (de 18 a 31 de outubro) e no Festival do Rio (a decorrer em novembro).


 

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Dragon Ball Super: Super Hero é o nome do novo filme

Foi revelado o teaser que anuncia esse mesmo nome, bem como um primeiro olhar ao design de algumas personagens.

1618 é o filme português mais premiado de sempre

1618 ainda não tem data de estreia em Portugal, dada a pandemia em curso.

D’Artacão e os Três Moscãoteiros: O Filme nos cinemas a 29 de julho

O filme inspira-se na série icónica dos anos 80.

Crítica – Luca

Luca segue de perto as fórmulas de sucesso dos estúdios da Pixar sem se desviar por caminhos únicos, mas mesmo assim conta uma história cativante com personagens relacionáveis que chegam ao coração dos espectadores.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Análise – Olympic Games Tokyo 2020 – The Official Video Game (Xbox One)

Olympic Games Tokyo 2020 – The Official Video Game é claramente uma abordagem simples, familiar e intuitiva aos Jogos Olímpicos, sendo um complemento perfeito nesta época em que acompanhamos os nossos atletas e desportos favoritos.

Análise – Microsoft Flight Simulator (Xbox Series X|S)

Microsoft Flight Simulator voa mais alto e torna-se ainda mais acessível com a chegada da versão de consolas.

Série live action de Pokémon está em desenvolvimento para a Netflix

Mas o projeto está ainda numa fase muito embrionária.