- Publicidade -

Mais Recentes

Mini-Críticas de 2020 (Cinema)

Opiniões concisas sobre alguns filmes para os quais não tivemos possibilidade de escrever uma crítica completa antes do fim do ano.

Crítica – The Mandalorian (Segunda Temporada)

The Mandalorian continua com uma narrativa episódica e repleta de ação numa temporada com bastante fan-service.

Crítica – Wonder Woman 1984

Wonder Woman 1984 merece ser visto no grande ecrã! Mesmo com os seus problemas, é uma explosão de entretenimento e uma história perfeita para terminar este ano de 2020 no cinema.

Crítica – Ma Rainey’s Black Bottom

O filme ideal para passar 90 minutos divertidos e cativantes, mas é a última e melhor prestação da carreira de Chadwick Boseman que rouba toda a atenção.

Crítica – Soul

Soul chega para terminar o ano em grande. É sem dúvida, um dos melhores filmes de 2020. Mais um clássico da Pixar, ideal para se ver na manhã de Natal.

Crítica – Insert Coin

Um documentário que conta uma época tão recente, mas que parece ter sido noutra vida, com a evolução astronómica dos videojogos.

Crítica – Wolfwalkers

Wolfwalkers é, sem dúvida, um dos melhores filmes do ano e perfeito para se ver em família, numa noite natalícia aconchegante e quentinha.

Crítica – Mank

Mank é uma homenagem bonita de David Fincher a Citizen Kane, que deixaria o seu pai tremendamente orgulhoso. Tecnicamente perto da perfeição, mas com alguns problemas narrativos.

Crítica – Citizen Kane

Inegavelmente, uma das obras-primas mais magníficas da história. Uma que todos os amantes de cinema devem assistir.

Crítica – Gone Girl

Com um dos melhores argumentos e elencos da década respetiva, Gone Girl não podia ser mais chocante.

Crítica – The Social Network

O que surge da parceria de dois cineastas perfecionistas e meticulosos? Uma obra magnífica do cinema!

Crítica – Zodiac

Baseado numa história verídica, Zodiac é eficaz naquilo que mais importa: convencer a audiência a pesquisar mais sobre o caso real mal o filme termine.

Crítica – Fight Club

Um dos filmes mais memoráveis e icónicos da história do cinema, mas também um dos mais polémicos.

Crítica – Se7en

A forma como David Fincher usa o suspense, a tensão e choque, torna Se7en numa obra de arte tecnicamente perfeita.

Crítica – Hillbilly Elegy

Hillbilly Elegy sofre com a sua narrativa formulaica presa num loop cansativo de cenas superdramáticas que escalam demasiado rápido.

Crítica – Relic

Relic é um daqueles típicos filmes de horror que dividem críticos e audiências um pouco por todo o mundo.

Crítica – Come Play

Desde que não esperem um "filme de monstros" repleto com sustos previsíveis, recomenda-se em quem gosta do género.

Crítica – Train to Busan

Se são fãs de cinema, não importa o género, Train to Busan é visualização obrigatória!

Crítica – On the Rocks

On the Rocks não parece um filme, mas sim uma história real com pessoas reais… pelo menos até ao terceiro ato.

Crítica – Rebecca

A versão da Netflix de Rebecca perde-se ao tentar equilibrar tantos géneros em apenas um filme.
- Publicidade -