- Publicidade -

Mais Recentes

Crítica – DARK (3ª Temporada)

É o início do fim e o fim do início.

Crítica – Scoob!

Scoob! inclui quase todos os elementos clássicos dos desenhos animados originais, mas nota-se uma enorme interferência do estúdio que torna o filme em algo banal, ou pior.

Crítica – Perry Mason (1ª temporada)

Das mãos da HBO, chega este ano um remake da série clássica, originalmente lançada entre 1957 e 1966, que reconta a história de Perry Mason, um dos advogados mais famosos da cultura pop.

Crítica – 7500

7500 necessita de um Joseph Gordon-Levitt impressionante para manter a sua altitude de voo, mas passa por demasiada turbulência.

Crítica – The Personal History of David Copperfield

The Personal History of David Copperfield não só é uma obra semi-biográfica bem divertida, como é, também, uma das surpresas mais agradáveis de 2020.

Música: Álbuns essenciais (maio)

Depois de abril ter sido marcado pelo regresso dos The Strokes, mas principalmente pelo novo álbum de Fiona Apple, o disco mais incrível de 2020, chegamos a maio com as expetativas em alta.

Crítica – Artemis Fowl

Artemis Fowl entra para a lista das piores longas-metragens que a Disney alguma vez criou.

Crítica – My Spy (O Meu Espião)

My Spy é exatamente aquilo que pretende ser e contém os quatro adjetivos mais comuns neste tipo de filmes: cheesy, previsível, clichê e formulaico.

Crítica – I May Destroy You (Temporada 1)

A HBO está prestes a lançar mais uma série moderna e explosiva que decompõe na perfeição uma temática sensível: o "consentimento sexual".

Crítica – Trackers (Primeiros 3 Episódios)

Os primeiros episódios de Trackers não são totalmente perfeitos... mas também não são horríveis.

Crítica – Shirley

Shirley é, sem dúvida alguma, cinema de autor por parte de Josephine Decker, que entrega uma biopic única que quebra todas as limitações impostas pelo género.

Crítica – The Lovebirds

The Lovebirds possui duas prestações maravilhosas, mas tal não chega para evitar um filme aborrecido. No instante em que se preparam para terminar a relação, um casal envolve-se involuntariamente num bizarro caso de homicídio. Enquanto resolvem o mistério...

Crítica – Fetch the Bolt Cutters (Fiona Apple)

Fetch The Bolt Cutters é, até ver, o melhor álbum do ano. Roubar-lhe o lugar não vai ser fácil!

Crítica – Snowpiercer – O Expresso do Amanhã (2014)

Snowpiercer não é apenas um dos melhores filmes de 2014. É, também, um dos melhores da sua década.

North Music Festival. “Podem esperar a melhor edição de sempre”

É mesmo isso que Jorge Veloso, diretor do North Music Festival, promete da edição de 2021, em entrevista ao Echo Boomer.

Crítica – Quatro casamentos e um Funeral (Dois Primeiros Episódios)

Na era da televisão, chega-nos a versão moderna e em série de Quatro Casamentos e um Funeral. Será que vale a pena? A série é de 2019, mas chega a Portugal este ano através da AMC. Porém, o...

Crítica – White Lines

Mistério, drama e romance. A nova produção de Álex Pina tem um pouco de tudo.

Crítica – The Untouchables (1987)

Apesar de três longas décadas, The Untouchables sobrevive ao teste do tempo com uma produção autêntica e realista.

Crítica – I Know This Much Is True

A nova aposta dramática da HBO com Mark Ruffallo, não é para estômagos fracos.

Crítica – The Lodge

The Lodge não é um filme de horror normal. E ainda bem. Porque estamos perante um dos melhores filmes de 2020 até à data.
- Publicidade -