PAUS e Holly Hood partilham o palco NOS Clubbing dia 12 de julho

Vai ser um espetáculo inédito, pensado para o NOS Alive’18.

- Publicidade -

À partida, a única coisa que os PAUS e o Holly Hood teriam em comum, seria o facto de terem crescido com os ouvidos atentos ao que se ia fazendo nos subúrbios de Lisboa e com os olhos postos na capital, sem nunca se tocarem no que diz respeito à música que fazem. Mas Lisboa tem esta capacidade de criar empatias e misturar backgrounds culturais. E foi assim que ambos os projetos acabaram por se encontrar e conhecer. No Palco NOS Clubbing vai ser possível ouvir e ver de onde vem cada um dos projetos e de que forma se podem cruzar.

Os PAUS são compostos por Fábio Jevelim, Hélio Morais, Joaquim Albergaria e Makoto Yagyu. Juntos há oito anos, com três discos editados, lugar de pódio no panorama Pop/Rock nacional e várias tours internacionais, a mais recente viagem levou-os à Madeira, onde encontraram inspiração para o próximo álbum, que será lançado em abril de 2018.

O rapper e produtor Holly Hood começou a sua carreira com uma participação na mixtape de Regula em 2007, a partir daí, com o lançamento da primeira parte do álbum O dread que matou Golias, passou a ser reconhecido nacionalmente, fazendo parte da produtora Superbad Records.

Até ao momento, o NOS Alive anunciou Future Islands, Mallu Magalhães, Queens Of The Stone Age, Real Estate, The National, Wolf Alice, Pearl Jam, Two Door Cinema Club, Franz Ferdinand, Friendly Fires, At The Drive In, Khalid, Perfume Genius, Portugal. The Man., CHVRCHES, Rag’n’Bone Man, The Kooks, Marmozets, Yo La Tengo, Snow Patrol, Eels, Jack White, MGMT, Alice in Chains, Sampha, Nine Inch Nails, Arctic Monkeys, The Last Internationale, Black Rebel Motorcycle, Jain, Miguel Araújo e Bryan Ferry.

Também já são conhecidos os nomes do palco Coreto para dia 12 de julho, dedicado a uma batalha de produtores de hip-hop luso, para dia 13 de julho, que conta com Surma, Beatriz Pessoa, Minta & The Brook Trout e Bernardo, e para dia 14, último dia do festival, com atuações de 800 Gondomar, Cachupa Psicadléica, Mighty Sands, Primeira Dama e Lotus Fever.

O festival de verão da Everything is New já tem esgotado o bilhete diário de 14 de julho e o passe geral de três dias a sete meses do evento, feito único na história dos festivais em Portugal. De momento, a hipótese passa por comprar bilhete diário para dia 12 ou 13 de julho ou adquirir o novo passe de dois dias.

O NOS Alive’18 está de regresso ao Passeio Marítimo de Algés nos dias 12, 13 e 14 de julho de 2018.


 

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Vodafone Paredes de Coura pode ganhar mais dias em 2022

"Vamos elevar o risco, mas quero fazer uma edição histórica", disse recentemente João Carvalho, diretor do festival minhoto.

Festival O Sol da Caparica passa para 2022

A organização promete "uma edição incrível e inesquecível com muita música lusófona".

Música – Álbuns essenciais (junho 2021)

Uma dúzia de bons álbuns chegam para resumir o mês de junho.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Análise – Microsoft Flight Simulator (Xbox Series X|S)

Microsoft Flight Simulator voa mais alto e torna-se ainda mais acessível com a chegada da versão de consolas.

Série live action de Pokémon está em desenvolvimento para a Netflix

Mas o projeto está ainda numa fase muito embrionária.

Análise – Within the Blade (PlayStation 4)

Vivam a experiência de serem ninjas num jogo competente, mas com alguns problemas de jogabilidade.