Wonder Woman 1984 viaja novamente no tempo por mais dois meses

A super heroína da DC vai passar o Natal connosco.

- Publicidade -

A Warner Bros. voltou a adiar Wonder Woman 1984. Depois de termos recebido um novo trailer do filme liderado por Gal Gadot, onde podíamos ver em ação a super-vilã Cheetah, interpretada por Kristen Wigg, tudo parecia estar mais que fechado com uma data de estreia nos cinemas de todo o mundo, no início de outubro.

Agora, com o desenvolvimento da COVID-19 a não melhorar, a Warner Bros. teme que seja demasiado cedo para voltar a atrair mais pessoas aos cinemas (embora tenha apostado tudo com Tenet), e voltou a adiar o filme para 25 de dezembro em território norte-americano.

Este é só mais um de múltiplos atrasos do filme que, inicialmente, era para ter estreado em 2019, mas com ajustes de agenda e a COVID-19 a “ajudar”, acabou por empurrar a sua estreia.

Curiosamente, apesar deste atraso, a Warner Bros. manteve a data da adaptação ao cinema de Dune, de Denis Villeneuve, que teve direito ao primeiro trailer na semana passada, com a sua data a manter-se apenas uma semana antes da nova de Wonder Woman 1984, a 17 de dezembro.

Fonte:Variety
- Publicidade -

Parceiros

Relacionados

Wonder Woman 1984 está disponível para aluguer na Rakuten

É, atualmente, o único serviço disponível em Portugal com o filme.

Crítica – Wonder Woman 1984

Wonder Woman 1984 merece ser visto no grande ecrã! Mesmo com os seus problemas, é uma explosão de entretenimento e uma história perfeita para terminar este ano de 2020 no cinema.

Wonder Woman 1984 estreia nos cinemas portugueses a 16 de dezembro

A NOS confirma que o filme irá ser lançado ainda este ano nos cinemas nacionais.

Cheetah revela a forma final no novo trailer de Wonder Woman 1984

O DC Fandome abriu com um painel dedicado a Wonder Woman 1984.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Vodafone disponibiliza 5G a título experimental a todos os clientes

A todos os clientes e em todos os tarifários, importa salientar.

Cinco empresas já têm licença para explorar o 5G em Portugal

Só falta a MEO, que ainda não fez o pagamento.

Passageiros de voos internacionais terão de apresentar um teste negativo no momento do embarque (além do certificado digital) para Portugal

Se este teste não for apresentado, o passageiro pode não embarcar e as companhias áreas ficam sujeitas a coimas.