Já podem fazer um teste PCR com amostra de saliva

- Publicidade -

O desconforto é menor, mas a eficácia é a mesma.

A SYNLAB está a disponibilizar o teste PCR em amostra de saliva para diagnóstico da COVID-19. Elegível para viajar, o teste PCR Saliva apresenta uma sensibilidade e especificidade comparáveis à colheita com zaragatoa (o “cotonete”), provocando menos desconforto.

Para o realizar, é necessário lavar a boca com água 30 minutos antes da colheita. Durante esse período não se pode comer, beber, fumar ou mastigar pastilha elástica. O teste PCR saliva pode ser realizado em todas as unidades SYNLAB de marca própria, depois das 10h30, sem marcação obrigatória. No entanto, têm prioridade se efetuarem marcação previamente.

A marcação pode ser efetuada na nova app SYNLAB Access ou, então, diretamente com a unidade selecionada. Esta app permite ainda consultar os resultados do vosso teste COVID-19 (e/ou dos testes de toda a família), fazer download do certificado para impressão (no computador) ou adicionar o certificado de resultado diretamente à Wallet (no telemóvel), para um embarque mais rápido se for viajar. Para instalarem a app, pesquisem por SYNLAB Access na Apple Store ou Google Play Store.

Os resultados são disponibilizados em português, inglês e outros quatro idiomas, e enviados em 24h a 48h. Se necessitarem de resultados mais rápidos, a SYNLAB disponibiliza o teste PCR Express, também em saliva, com resultados entregues até ao final do dia para testes realizados até às 12h00, ou entregues até às 08h00 do dia seguinte, para testes realizados a partir das 12h00. Esta opção está disponível apenas em unidades selecionadas.

- Publicidade -
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Vila Galé em Tomar deverá estar pronto até novembro de 2023

E será uma unidade hoteleira de cinco estrelas.

Arcade Fire no Campo Pequeno – A música vence sempre?

A banda canadiana recordou-nos que é obreira de alguma da melhor música das últimas duas décadas. O resto? Pois, o resto logo se verá.