As sequelas de Avatar podem ficar mais longe devido à pandemia

Não são só as estreias dos filmes no cinema que ficam no limbo, mas também as suas produções, que atrasam a chegada ao grande ecrã.

- Publicidade -

As ambiciosas sequelas de Avatar, de James Cameron, foram vítimas da pandemia da Covid-19 e viram a sua produção parada.

A notícia foi partilhada pelo produtor do filme, Jon Landau, que, em entrevista ao jornal neozelandês The New Zealand Herald, diz mesmo que não sabe quando é que a produção vai continuar.

Honestamente, eu acho que essa é a verdade,” conta Landau. “Estamos no meio de uma crise global e não é sobre a indústria dos filmes. Acho que toda a gente deve fazer o melhor que pode para baixar a curva,” referindo-se ao apelo de manter o número de casos de coronavírus o mais baixo possível, de modo a não comprometer o tratamento e recuperação dos que vão aparecendo.

Avatar

Os filmes estão em produção nos estúdios da WETA Digital na Nova Zelândia, numa fase avançada de produção desde 2019, com dois dos quatro próximos capítulos a serem trabalhados ao mesmo tempo.

Ainda sem datas adiadas, Avatar 2 aponta para dezembro de 2021, Avatar 3 para 2023, Avatar 4 em 2025 e, por fim, Avatar 5 em 2027.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,987FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
784SeguidoresSeguir

Parceiros

Relacionados

Mortal Kombat e Nomadland entre os filmes que vão estar no cinema a partir de 19 de abril

Falta menos de uma semana para algo que os portugueses desejam há bastante tempo: a possibilidade de ver um filme no grande ecrã.

Uber junta-se à Unilabs para testes de rastreio à COVID-19 no domicílio

Essencialmente, um motorista Uber irá levar um técnico de colheitas devidamente habilitado da Unilabs ao domicílio de um cliente que tenha requisitado o serviço, com equipamento de proteção individual para a recolha da amostra.

Este tapete desinfeta eficazmente os nossos sapatos contra a COVID-19

O Safecarpet está disponível em vários tamanhos, com preços a partir dos 48€.

Crítica – Voyagers

Voyagers possui uma fórmula bem-sucedida de ficção científica e leva-a por um caminho de desenvolvimento desinteressante, nada surpreendente e frustrantemente genérico.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Batikano’s vai abrir um spot no Centro Comercial Alegro Setúbal

É bem provável que seja um espaço à semelhança do que existe no Alegro Montijo.

Fantasia, extraterrestres e mais juntam-se ao Xbox Game Pass

Meia dúzia de jogos novos para explorar.