Realizador de “Avengers: Endgame” promete um filme bem diferente

Os irmãos Russo começam a preparar a cama a todos os fãs sedentos por ver o próximo grande filme da Marvel, Avengers: Endgame.

- Publicidade -

Depois do sucesso crítico e comercial de Infinity War, que contou com o final mais chocante de toda a saga de filmes da Marvel, a pressão em recriar um tom e uma escala à altura deste filme é bastante elevada.

Em entrevista ao portal Box Office Pro, um dos irmãos, Joe Russo, explica os desafios de terminar esta saga de uma década de filmes e, sem dar qualquer detalhe, como é que Endgame difere de Infinty War.

É complicado responder a estas questões sem dar informações a mais, mas vou dizer que este filme tem um tom único. Tem o seu próprio espírito, diferente de Infinity War, e por essa razão é que acabaram por ser filmes separados. Claro que as narrativas dão as mãos nesta série de 22 filmes. Mas é diferente de Infinity War em tom e é contado numa perspetiva diferente. É importante para nós, enquanto realizadores, separar os dois porque não queremos fazer o mesmo filme duas vezes.”

Infinity War foi descrito pelos realizadores como um “heist movie” e acabou por ser um filme contado maioritariamente pela perspetiva do vilão Thanos. Também, algures durante a produção destes filmes, produzidos um a seguir ao outro, Infinity War foi a certa altura uma dupla de filmes, com a Parte 1 e Parte 2.

Agora que se revelam filmes diferentes, e dado o final de Infinity War, não é de duvidar que esta aventura vai ser focada nos heróis que querem salvar o Universo.

Mas para descobrir tudo isto vamos ter que esperar ate dia 25 de abril, quando Avengers: Endgame chegar aos cinemas.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,987FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
784SeguidoresSeguir

Parceiros

Relacionados

Crítica – Thunder Force

Thunder Force é mais uma peça de storytelling sem sentido e absurda de Ben Falcone, caraterizada por um humor insuportavelmente seco e forçado, para além de uma história facilmente esquecível.

Crítica – Voyagers

Voyagers possui uma fórmula bem-sucedida de ficção científica e leva-a por um caminho de desenvolvimento desinteressante, nada surpreendente e frustrantemente genérico.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Crítica – Thunder Force

Thunder Force é mais uma peça de storytelling sem sentido e absurda de Ben Falcone, caraterizada por um humor insuportavelmente seco e forçado, para além de uma história facilmente esquecível.

Scribd oferece acesso gratuito à MUBI, CONtv e CuriosityStream

Volta a oferta da Scribd, desta vez ainda com mais motivos para aproveitar.

A Corsair revelou novos ratos do seu arsenal para gaming

Os Corsair Sabre RGB Pro e Sabre Pro Champion Series, foram desenhados para as competições.