Querida Encolhi os Miúdos vai regressar com o ator dos originais

No seu grande plano de ressuscitar filmes antigos, Querida Encolhi os Miúdos é um dos próximos filmes que a Disney vai tentar trazer até às novas gerações.

O filme já conta com Josh Gad no papel do filho da personagem principal dos filmes originais, Wayne Szalinski, que, nesta nova aventura, vai, como será de esperar, repetir os erros do seu pai e encolher os seus próprios filhos.

Agora, a Disney revela que o filme vai ser dirigido pelo realizador da película original, Joe Johnston, também responsável por filmes como Jurassic Park 3 e Captain America: The First Avenger, além de trazer de volta Rick Moranis no papel de Szalinski.

Esta seria uma novidade banal não estivesse este ator fora dos ecrãs desde 1996, quando Moranis tirou uma espécie de reforma antecipada.

Também de notar que este filme, ao contrário do que muitos esperavam, não será uma sequela direta para o serviço Disney+, mas sim um filme de cinema, prometendo valores de produção mais ambiciosos.

Para já intitulado como Shrunk, o filme ainda não tem data de estreia.

Fonte:Deadline
- Publicidade -

Sigam-nos

10,558FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
610SeguidoresSeguir

Relacionados

Os filmes que a NOS Audiovisuais quer trazer a Portugal este verão

Há filmes muito antecipados, reexibições e películas portuguesas.

Disney+ já não oferece período experimental gratuito de sete dias

O serviço ainda não está disponível por cá, mas, quando chegar a Portugal, os utilizadores já não poderão experimentar gratuitamente o serviço.
- Publicidade -

Mais Recentes

ZenZoe. Chegou a Portugal o robô que desinfeta áreas e objetos propícios à transmissão de COVID-19

O ZenZoe foi desenvolvido pela ASTI Mobile Robotics, empresa de tecnologia e robótica sediada em Espanha,...

Crítica – The King Of Staten Island

The King Of Staten Island emprega uma fórmula muito conhecida (e demasiado utilizada) que se estende em demasia, mas Judd Apatow equilibra-a com um sentido de humor negro com a ajuda dos seus co-argumentistas.

Análise – Mr. Driller DrillLand

Uma remasterização do clássico de 2002 que pouco adiciona ao original no que toca a conteúdos.