- Publicidade -

Próximo capítulo de Dragon Ball Super prestes a ser anunciado?

-

- Publicidade -

Quem tem por hábito visitar o nosso site sabe que, de vez em quando, lá falamos do tema Dragon Ball, quando as informações que surgem na Internet assim o requerem. Existem, claro, muitas informações falsas, mas este novo leak que surgiu tem tudo para ser verdade.

Não é novidade para ninguém que o anime de Dragon Ball Super acabou a 25 de março neste ano no Japão, deixando muitos fãs tristes, mas, ao mesmo tempo, ansiosos por um regresso da série.

Por outro lado, o manga de Dragon Ball Super só agora está no clímax da batalha de Son Goku e Vegeta contra Jiren, e tem servido para os fãs matarem saudades.

Recentemente, um utilizador do Twitter, muito conhecido por revelar diversas informações do universo Dragon Ball, revelou que, a 21 de novembro, sairá no Japão um novo capítulo que, não só vai encerrar o arco “Sobrevivência do Universo“, como irá começar uma nova história original. É um dois em um, no fundo.

A imagem não tem grande qualidade, mas podemos ver Goku e Krilin, que parecem estar a divertir-se num parque de diversões.




É altamente provável que esta informação seja verídica, até porque, com o próximo filme Dragon Ball Super: Broly a estrear nos cinemas no próximo mês, e com a manga a acabar, é claro que Akira Toriyama e os seus colaboradores têm de continuar a história.

Paira, porém, uma dúvida: não se sabe ao certo se a nova manga irá adaptar o novo filme, tal como já aconteceu no passado com o filme Dragon Ball Z: A Ressurreição de Freezer. Se isso acontecer, tal como muitos indicam, isso irá significar uma série de spoilers antes do filme estrear.

Porém, o mais sensato até será começar uma nova história no manga, para que, depois, seja adaptada para formato anime. E esta seria uma nova jogada da Toei, uma vez que, como a manga de Dragon Ball Super surgiu bem depois da série animada – a série terminou em março e só agora, oito meses depois, termina o manga – isso fez com que a empresa perdesse imenso dinheiro, já que os leitores deixaram de comprar porque já sabiam o que se tinha passado na série animada.

Como as empresas não podem perder dinheiro, a Toei volta ao ciclo natural: primeiro lança a manga, só depois surge a série animada. E toda a gente gosta de ver como é que as adaptações são feitas de um livro/revista para uma série animada.

Nós já aqui tínhamos falado de que Dragon Ball podia regressar em 2019, pelo que, com este novo manga, uma série animada irá certamente surgir no próximo ano.

Quanto ao filme Dragon Ball Super: Broly, estreia dia 14 de dezembro no Japão, chegando aos Estados Unidos a 16 de janeiro e ao Brasil no dia seguinte. Não há qualquer informação sobre uma chegada do filme aos cinemas portugueses.


 

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

10,242FãsGostar
4,046SeguidoresSeguir
508SeguidoresSeguir

Mais Recentes

APM e CNIS lançam campanha de angariação de fundos para entrega de máscaras

Para isso, a APM e a CNIS criaram uma conta solidária: PT50 0036 0407 99106 019984 28.

Agora já podem receber os deliciosos croquetes da Croqueteria em casa

Muitos lisboetas saberão por esta altura que a Croqueteria, o primeiro spot dedicado ao croquete, tem um espaço físico no Time Out Market Lisboa. O que podem não saber, porém, é que o estabelecimento agora tem um restaurante virtual no COOKOO – The Kitchen Hub.

Há duas novas variedades de chocolates Nestlé Les Recettes de L’Atelier para esta Páscoa

Quem já provou as tabletes da linha Les Recettes de L'Atelier, da Nestlé, certamente que está familiarizado com o sabor característico de cada variedade. Pois bem, e a pensar na Páscoa, a marca lança agora duas novas tabletes.

Pic Solution doou medidores de pressão arterial a hospitais

A Pic Solution destaca ainda a importância de todos os cidadãos estarem atentos e a tomarem todas as precauções no âmbito do Covid-19.

Concertos e festivais reagendados não dão direito a reembolso, diz a Ministra da Cultura

É algo que promete causar polémica, mas é a própria Ministra da Cultura quem o diz. Espetáculos e festivais reagendados não dão direito a reembolso.
- Publicidade -