O Filme do Bruno Aleixo chegou ao serviço de streaming OPTO

Mas somente está disponível na versão premium da plataforma da SIC.

Quem é o Aleixo
- Publicidade -

Já esteve no cinema, nos videoclubes, nos canais TVCine (onde ainda vai estando em exibição), na SIC Radical em formato de minissérie e, agora, chega ao OPTO. Falamos d’O Filme do Bruno Aleixo, película que está disponível no novo serviço de streaming da SIC.

Aliás, tal não é propriamente surpreendente, uma vez que a conhecida personagem há muito que tem estado presente na grelha da SIC Radical. E tendo a estação de Paço de Arcos lançado a nova plataforma online, faria todo o sentido que lá estivesse.

Mas calma. Somente os membros com acesso à versão premium é que conseguem assistir ao filme. O mesmo que dizer que terão de pagar. E têm duas opções: 3,99€/mês, pelo que podem cancelar quando desejarem, ou a vertente anual, que custa 39,99€.

O ponto positivo é que podem estar dois dispositivos em simultâneo a ver conteúdos no plano premium. É o mesmo que dizer que podem partilhar conta com alguém e, assim, na prática, o plano anual da OPTO fica por 20€ a cada um.

Ainda em relação ao Filme do Bruno Aleixo, e como referimos anteriormente, a longa-metragem vai tendo exibição esporádica nos canais TVCine. A outra alternativa passa por alugar a película no Filmin. Nesse caso, terão de pagar 3,95€, ficando o filme disponível durante 72 horas.

OPTO ainda apresenta alguns problemas

Voltando ao OPTO, e caso já tenham testado a plataforma, decerto já terão reparado que não existe uma divisão por categorias. Existem, sim, secções na página inicial, mas não existem categorias propriamente ditas. Por exemplo, não existe forma de pesquisar tudo o que esteja relacionado com Comédia.

Experimentem fazer uma pesquisa por um certo termo. Nós experimentámos pesquisar algo com a palavra “comédia” e, embora apareçam imensos conteúdos, muitos deles não referem qualquer informação prévia sobre o mesmo. Atentem neste exemplo.

opto exemplo pesquisa
Uma forma de apresentação algo…. estranha.

Como podem reparar, são dimensões algo exageradas, com os próprios thumbnails a serem apresentados com imagens de uma cena qualquer desses mesmos episódios. Não seria melhor, por exemplo, apresentar essas sugestões devidamente agrupadas? Segundo podem reparar, estão ali diversos conteúdos dos Gato Fedorento, mas sem qualquer informação. Afinal, qual é o objetivo aqui?

De resto, o facto da plataforma somente funcionar, na versão browser, no Google Chrome, nesta altura do campeonato, é algo incompreensível. Tudo bem que é o browser mais utilizado, mas convém existir compatibilidade com browsers como o Firefox, Opera, Safari, entre outros.

Por último, resta-nos dizer que a versão gratuita do serviço de streaming OPTO é mesmo muito, muito limitada. Não se recomenda o uso desta plataforma devido ao facto de praticamente tudo o que é de maior interesse estar bloqueado.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,784FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
656SeguidoresSeguir

Relacionados

Apple volta a estender a oferta anual do Apple TV+

Devia terminar em fevereiro, mas esta renovação da oferta faz com que os utilizadores tenham acesso ao serviço de streaming até julho deste ano.

As novidades que vão chegar à OPTO nos próximos meses

A segunda temporada de O Clube, o documentário biográfico sobre Ljubomir Stanisic e Viúva Negra serão algumas das apostas do serviço.

App da OPTO já disponível nas smart TV da Samsung

Mas só para modelos comercializados a partir de 2018, ou seja, com o sistema operativo Tyzen 4.0.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Plex Arcade é o novo serviço que permite jogar clássicos da Atari

O melhor de tudo? Podem até adicionar os vossos emuladores e ROMs à plataforma.

Conservatórias e registos encerrados. Somente funcionam os serviços essenciais

A medida foi ontem divulgada pelo Sindicato dos Trabalhadores dos Registos e do Notariado (STRN).