M.Ou.Co. entra em funcionamento a 9 de setembro

A abertura oficial é assinalada com um concerto de Manel Cruz.

- Publicidade -

Foi no passado mês de julho que demos destaque ao M.Ou.Co., novo espaço cultural e hoteleiro do Porto. É um hotel, um restaurante, uma sala de espetáculos e uma musicoteca, conceitos reunidos num só espaço.

Com uma área total de 5.000 m2, o M.Ou.Co. integra um total de 62 quartos, num local onde os visitantes terão a oportunidade de descobrir a coleção de discos de vinil e livros dedicados ao universo musical. O projeto conta, ainda, com três salas de ensaios, um espaço inovador dedicado à saúde do músico e, também, áreas exteriores de jardim, piscina, bar e esplanada.

Apesar de todo o projeto “respirar” cultura, o destaque desta vertente centra-se na Sala M.Ou.Co., um espaço multifacetado, com palco flexível, com luz natural e acesso direto para o exterior. Com 240 metros m2, tem capacidade para 300 pessoas (em pé) ou 180 pessoas (sentadas).

O M.Ou.Co. terá programação própria, desenhada de forma trimestral, maioritariamente dedicada à área da música. Mas além dos concertos, o espaço terá também workshops, masterclasses e talks.

Outro dos aspetos diferenciadores do M.Ou.Co. passa pela promoção do bem-estar físico e mental dos músicos. Este novo espaço oferece uma área de “Saúde do Músico”, com acompanhamento especializado e integrará um conjunto de iniciativas personalizadas, pensadas exclusivamente nas necessidades específicas para o bem-estar destes profissionais.

Falta ainda referir o restaurante, onde poderão encontrar uma combinação perfeita entre a “comida de conforto” – inspirada na tradicional gastronomia portuguesa –, mas sempre com um toque de inovação e criatividade. O espaço de restauração contará com um menu executivo ao almoço, com jantar à carta e, ainda, com uma carta de snacks com opções clássicas e propostas originais e irreverentes, destacando-se, aqui, as propostas vegans e vegetarianas.

Ora, e depois de termos avançado na altura que o projeto iria abrir em agosto, em regime de soft opening, sabíamos que a inauguração oficial estava prevista algures para setembro. Pois bem, essa inauguração acontece já no próximo dia 9 de setembro. E há diferentes momentos musicais para assinalar essa abertura.

No dia 9 de setembro, o músico, compositor e letrista Manel Cruz é o “cabeça-de-cartaz” do programa inaugural do M.Ou.Co., sendo este o primeiro artista a pisar o palco da mais recente sala de espetáculos da cidade do Porto: a Sala M.Ou.Co. Nesta atuação inédita, o músico vai-se fazer acompanhar de alguns convidados especiais. O concerto de Manel Cruz é precedido pela atuação de Helena Guedes, no Bar do M.Ou.Co., que vai “celebrar” o arranque da inauguração oficial do projeto multidisciplinar. Natural do Porto, a DJ irá explorar as sonoridades eletrónicas mais recentes como o broken beat londrino, o house de Chicago ou o techno de Detroit, às 19h. Às 20h, Gusta-vo é o DJ responsável por impulsionar “a boa e verdadeira música de dança”, num set que oscila entre um house mental e um techno bem ritmado e hipnótico.

Já na sexta-feira, 10 de setembro, às 21h30, Capicua, a “mulher do Norte” que destruiu estigmas no rap nacional, sobe ao palco da Sala M.Ou.Co. para apresentar o seu mais recente trabalho: Madrepérola. Neste concerto intimista, em que a poesia é convertida em música, a rapper, letrista, cronista e ativista faz-se acompanhar por Dj D-One, Virtus (programações) e Joana Raquel e Inês Pereira (vozes). No dia seguinte, a dupla de indie pop Best Youth, responsável pelos êxitos “Still Your Girl” (2013), “Midnight Rain” (2018) e “Nightfalls” (2018), atua às 21h30, na Sala M.Ou.Co. O concerto será uma das primeiras oportunidades para ouvir o novo single da banda, lançado este ano, “Rumba Nera”. Para encerrar este programa inaugural, no dia 12 de setembro, às 16h00, o “colecionador de grooves” João Dinis, promete animar o Bar do M.Ou.Co. com um repertório que vai do jazz, à bossa, passando pelo samba ou reggae, e muito mais.

Os bilhetes para o concerto de Manel Cruz têm o custo de 20€ e para os espetáculos de Capicua e Best Youth o valor é de 15€. Os bilhetes podem ser adquiridos online, através do site do M.Ou.Co. ou da Ticketline, a partir do dia 1 de setembro. Já a entrada para o DJ set de Helena Guedes, Gusta-vo e João Dinis é gratuita, sendo obrigatória, apenas, a inscrição via email.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

The Sandman recebe um primeiro clipe para a série da Netflix

A célebre banda desenhada de Neil Gaiman ganha finalmente vida no pequeno ecrã.

Netflix recria a icónica introdução de Cowboy Bebop para a sua série

Enquanto não nos chega um trailer ou clipes, temos uma bela reinterpretação live-action da intro de Cowboy Bebop.