Vão ser impostos limites em algumas comissões praticadas pelos bancos

Ontem, 28 de fevereiro, na Assembleia da República, os deputados aprovaram, na generalidade, a imposição de limites em algumas comissões praticadas pelos bancos. Este princípio de acordo visa, essencialmente, travar os bancos de cobrarem aos seus clientes por tudo e mais alguma coisa.

- Publicidade -

Porém, e se isto pode parecer uma boa notícia para os clientes, não será, certamente, para os bancos, uma vez que as comissões representam um terço das receitas. Quer isto dizer que a proibição ou limitação de comissões são “uma condicionante à rentabilidade, obrigando a reduzir ainda mais a estrutura de custos, designadamente com pessoal e rede de balcões”, refere um comunicado da Associação Portuguesa de Bancos.

A mesma entidade alega ainda que a aprovação destes limites/proibições são “um factor potenciador da deslocalização da actividade bancária para fora de Portugal, na medida em que prestadores de serviços sediados noutras jurisdições europeias que ofereçam remotamente serviços bancários a consumidores portugueses ficarão à margem das limitações impostas pelo quadro legislativo e regulatório nacional”.

Por outras palavras, preparem-se para o encerramento de mais balcões e, consequentemente, para o despedimento de colaboradores.

Das 12 propostas, cinco foram aprovadas, quatro foram chumbadas e as restantes serão debatidas na especialidade.

Dos projetos de lei do Bloco de Esquerda, foram aprovados os que instituem “a obrigatoriedade e gratuitidade de emissão do distrate e de declaração de liquidação do empréstimo, elimina comissões cobradas pelo processamento de prestações de crédito, proibindo ainda as instituições de crédito de alterar unilateralmente as condições contratuais dos créditos concedidos à habitação”.

Já a “cobrança de encargos pelas instituições de crédito nas operações realizadas em plataformas eletrónicas operadas por terceiros”, onde se inclui as transferências MB Way, serão debatidas na especialidade.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,784FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
656SeguidoresSeguir

Relacionados

Transferências imediatas para bancos da zona euro ficam disponíveis até final de 2020

Em 2020, será concretizada a adesão da comunidade portuguesa ao serviço pan-europeu para liquidação de transferências imediatas

App DABOX da CGD já permite fazer transferências entre vários bancos

A Caixa Geral de Depósitos chama-lhe a "primeira solução de open banking em Portugal". Falamos, claro, da DABOX, app que permite agora fazer transferências entre os diferentes bancos do utilizador, sem necessidade de sair da aplicação.

MB Way vai ficar isento de taxas até 30 de junho

Durante as votações no plenário de 100 iniciativas legislativas dos vários partidos relacionadas com a crise causada pela pandemia...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Zimbra. Esta ferramenta facilita a gestão das contas de email

É uma solução que surge por parte da Ikoula.

Experimentámos a aplicação REV, dos The Gift

Com o lançamento da nova aplicação REV, os The Gift abriram as portas a todos.

Governo japonês quer mesmo realizar os Jogos Olímpicos de Tóquio este ano

Esta semana, o The Times noticiou que a competição não iria acontecer.