- Publicidade -

Vão ser impostos limites em algumas comissões praticadas pelos bancos

-

- Publicidade -

Ontem, 28 de fevereiro, na Assembleia da República, os deputados aprovaram, na generalidade, a imposição de limites em algumas comissões praticadas pelos bancos. Este princípio de acordo visa, essencialmente, travar os bancos de cobrarem aos seus clientes por tudo e mais alguma coisa.

Porém, e se isto pode parecer uma boa notícia para os clientes, não será, certamente, para os bancos, uma vez que as comissões representam um terço das receitas. Quer isto dizer que a proibição ou limitação de comissões são “uma condicionante à rentabilidade, obrigando a reduzir ainda mais a estrutura de custos, designadamente com pessoal e rede de balcões”, refere um comunicado da Associação Portuguesa de Bancos.

A mesma entidade alega ainda que a aprovação destes limites/proibições são “um factor potenciador da deslocalização da actividade bancária para fora de Portugal, na medida em que prestadores de serviços sediados noutras jurisdições europeias que ofereçam remotamente serviços bancários a consumidores portugueses ficarão à margem das limitações impostas pelo quadro legislativo e regulatório nacional”.

Por outras palavras, preparem-se para o encerramento de mais balcões e, consequentemente, para o despedimento de colaboradores.

Das 12 propostas, cinco foram aprovadas, quatro foram chumbadas e as restantes serão debatidas na especialidade.

Dos projetos de lei do Bloco de Esquerda, foram aprovados os que instituem “a obrigatoriedade e gratuitidade de emissão do distrate e de declaração de liquidação do empréstimo, elimina comissões cobradas pelo processamento de prestações de crédito, proibindo ainda as instituições de crédito de alterar unilateralmente as condições contratuais dos créditos concedidos à habitação”.

Já a “cobrança de encargos pelas instituições de crédito nas operações realizadas em plataformas eletrónicas operadas por terceiros”, onde se inclui as transferências MB Way, serão debatidas na especialidade.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

10,231FãsGostar
4,046SeguidoresSeguir
502SeguidoresSeguir

Mais Recentes

Nómada Digital Summit é o primeiro evento gratuito e online sobre freelancing e trabalho remoto

De forma a desmistificar conceitos como Freelancing, Trabalho Remoto e Nomadismo Digital, decorrerá entre os dias 13 e 18 de abril a Nómada Digital Summit,

Produtos tecnológicos podem ter rotura de stock a partir de 8 de abril

É o que diz o KuantoKusta (KK), o maior comparador de preços em Portugal. Segundo a plataforma,...

Ezra Collective e Jordan Rakei saltam fora do cartaz do ID NO LIMITS 2020

Com toda a situação da COVID-19, muitos eventos têm vindo a ser adiados. Um deles, o ID NO LIMITS, que deveria realizar-se entre 3 e 4 de abril, irá agora acontecer de 13 a 14 de novembro.

Crítica – After Truth: Disinformation and the Cost of Fake News

After Truth explora a realidade americana e os efeitos que as notícias falsas têm na população e no país e, por extensão, no mundo.

Análise – Good Job!

Charmoso, adorável e delirante, Good Job! é um jogo de puzzles dinâmicos cheio de surpresas e resoluções onde a força bruta e a cooperação são a chave do sucesso.
- Publicidade -