HomeLovers passa do digital para o físico com um espaço no Chiado

Depois de, em 2011, ter surgido em em resposta à necessidade que o mercado revelava de promoção profissional de casas que se destacavam pela sua beleza e unicidade, a HomeLovers deu um passo em frente e apresentou, na semana passada, o seu primeiro espaço físico no Chiado. É a primeira vez que a marca passa do mundo digital para o mundo físico.

O espaço inaugurado na conhecida zona de Lisboa é, lá está, como se fosse uma casa, sustentada num conceito inovador de boutique. O objetivo é claro: aproximar ainda mais a marca dos seus clientes.

Assim, no oitavo aniversário da marca, esta casa é um conceito inovador que alia o design fotográfico à forte componente digital, a sua base de negócio. Naquele local, a marca pode receber clientes que procuram uma experiência distinta, mais física e pessoal. Além disso, será possível fazer tours virtuais e visitar algumas das casas da marca sem terem de se deslocar às mesmas.

Em termos de design, o espaço foi imaginado pela mentora do projeto, Magda Tilli, em parceria com o atelier Anahory Almeida. Foram utilizadas matérias primas como a madeira natural, no mobiliário e pavimento, e materiais nacionais como os azulejos e o estuque decorativo.

Esta nova casa da HomeLovers localiza-se na Rua Paiva de Andrada, número 1, no Chiado.

Comprar casa em Lisboa custa, em média, 4.000€ por m2, segundo dados da Homelovers

Apesar de ter havido um decréscimo da procura de clientes particulares estrangeiros, ainda existem muitas nacionalidades a considerar investir numa casa numa zona antiga da capital, onde a cultura portuguesa está mais enraizada e visível.

Já o cliente nacional opta, como seria de esperar, por casas fora dos grandes centros históricos. Diz a HomeLovers que os valores médios de arrendamento em Lisboa podem estar entre os 500€ e os 650€ para um T0, 650€ e 850€ num T1, 850€ e 1.000€ num T2, e acima de 1.000€ para os T3 e T4. Já os valores de aquisição podem variar entre os 2.500€ a 9.000€ por m2, da localização. Em média, o preço médio ronda os 4.000€ por m2.

Além desta primeira casa, a imobiliária também apresentou uma nova aplicação, disponível para Android e iOS, que ajuda a tornar o processo de procura pela casa de sonho muito mais simples e especial.

- Publicidade -

Sigam-nos

10,558FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
610SeguidoresSeguir

Relacionados

Too Good to Go passa a apoiar o Centro de Apoio ao Sem Abrigo

Depois da Refood, é agora possível através da app Too Good To Go apoiar mais uma causa...

IKEA vai investir 6 milhões de euros para baixar o preço de 185 produtos

E 130 desses produtos, de várias gamas e para todas as áreas da casa, baixam já de preço ainda...

Depois da cozinha, marca da Auchan passa a ter produtos para a casa

Chama-se Actuel e é uma marca da Auchan que, até aqui, era muito focada na cozinha. Três anos depois,...

5 locais inéditos que combinam com flores

A urbanização das cidades e a crescente tendência para viver em apartamentos impede, por vezes, de ter um jardim....
- Publicidade -

Mais Recentes

ZenZoe. Chegou a Portugal o robô que desinfeta áreas e objetos propícios à transmissão de COVID-19

O ZenZoe foi desenvolvido pela ASTI Mobile Robotics, empresa de tecnologia e robótica sediada em Espanha,...

Crítica – The King Of Staten Island

The King Of Staten Island emprega uma fórmula muito conhecida (e demasiado utilizada) que se estende em demasia, mas Judd Apatow equilibra-a com um sentido de humor negro com a ajuda dos seus co-argumentistas.