fbpx

Netflix e Guillermo del Toro juntam-se para um filme de “Pinóquio”

O galardoado realizador Guillermo del Toro prepara-se para levar a cabo um dos seus projetos de sonho.

Trata-se de uma adaptação da história de Pinóquio, criada por Carlo Collodi, num formato de animação em stop motion.

Este novo projeto do realizador mexicano será o primeiro filme realizado desde A Forma de Água, que venceu quatro Óscares, onde se inclui o de Melhor Realizador e Melhor Filme.

Para este projeto, del Toro junta-se à Henson Company, conhecida como a casa dos Marretas, com quem já começou a trabalhar neste projeto há alguns anos.

Del Toro vai ser o realizador e produtor, mas, na lista de créditos, as funções dividem-se com Patrick McHale (Adventure Time) a partilhar a escrita do guião, Mark Gustafson (Fantastic Mr. Fox) vai ajudar também na realização e os fantoches desta animação serão feitos pela Mackinnon and Saunders (A Noiva Cadáver).

No comunicado da Netflix, há ainda uma mensagem do realizador, que partilha o entusiasmo destas parcerias para um dos seus projetos de sonho:

“Não houve nenhum tipo de arte na minha vida e na minha carreira que me tivesse influenciado tanto como a animação, e nunca tive uma ligação pessoal com nenhuma personagem na história tal como tenho com Pinóquio. Na nossa história, Pinóquio é uma alma inocente com um pai desinteressado, que se perde num mundo que não consegue compreender. Embarca numa aventura extraordinária que o faz perceber o pai e o mundo. Desde que me lembro que sempre quis fazer este filme. Depois da experiência incrível que tivemos com Os Caçadores de Trolls, estou muito grato que a talentosa equipa da Netflix me esteja a dar a oportunidade de uma vida para apresentar a minha versão desta marioneta que se torna num rapaz ao mundo inteiro.”

A produção de Pinóquio para a Netflix vai começar já este ano e, para já, ainda não há uma data de estreia anunciada.


 

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,786FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
630SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Crítica – Enola Holmes

Enola Holmes oferece uma agradável e refrescante visão de uma franchise que pode ter ganho um novo futuro.

Crítica – The Devil All The Time

The Devil All The Time pode não ser indicado para aqueles que têm uma visão muito pessoal sobre a religião. Já para outros será um filme que tardará a desaparecer da memória.

Candyman adiado para 2021

E não é preciso adivinhar porquê.

Vem aí um filme sobre a vida de Madonna

E o guião está a ser desenvolvido pela própria.
- Publicidade -

Mais Recentes

Free Now acaba de chegar a Coimbra, Aveiro e Figueira da Foz

Quer isto dizer que já é possível viajar pelo centro do país com recurso aos serviços desta empresa.

Análise – Tony Hawk’s Pro Skater 1+2

Tony Hawk Pro Skater 1+2 é o renascer de dois clássicos compilados num só jogo, prometendo diversão para muitas horas.