Esporão investe 3.5 milhões de euros na nova Adega Monte Velho

por Echo Boomer

A adega principal de vinhos tintos da Herdade do Esporão foi integralmente renovada para a vindima de 2018 e passará a chamar-se Adega Monte Velho. Com esta modernização do espaço e dos processos, o Esporão aumenta a capacidade de produção e potencializa qualidade nos vinhos tintos produzidos em maior volume, nomeadamente o icónico Monte Velho.

Com três adegas distintas (tintos, brancos e lagares), desde cedo o Esporão investiu na modernização e separação dos processos de produção.

“Com este investimento importante, pretendemos atingir novos patamares de qualidade, reduzindo o período de vindima em duas semanas, fazendo fermentações mais prolongadas e investindo na flexibilidade e eficiência produtivas, aumentando em 50% a capacidade produtiva desta adega, dando resposta ao crescimento presente e futuro”, refere João Roquette, CEO do Esporão.

O projeto da nova Adega Monte Velho resulta da experiência e conhecimento acumulados ao longo de três décadas: a tecnologia mais avançada e adaptada exclusivamente à produção de Monte Velho tinto, uma maior flexibilidade e controlo para a total rastreabilidade e separação dos vinhos certificados em produção biológica, foco nas questões da gestão de temperatura e energia. A automatização e digitalização dos processos e circuitos permite também uma extraordinária eficiência de recursos.

A adega dedicada aos vinhos tintos – nomeada de Adega Monte Velho -, passará também a fazer parte do Roteiro de visitas do Enoturismo da Herdade do Esporão e da história que ali se partilha sobre a marca Monte Velho.


 

Também pode interessar

Deixar uma resposta

O Echo Boomer utiliza cookies para dar a melhor experiência possível aos nossos leitores. Aceitar Ler mais

%d bloggers like this: