Death Stranding para a PlayStation 4 vai receber um modo de fotografia

Death Stranding vai chegar em breve ao PC. E com a nova versão, os jogadores vão poder tirar partido de funções únicas.

No anúncio do trailer da versão PC de Death Stranding, uma dessas funções reveladas foi o modo de fotografia, uma funcionalidade bastante comum nos jogos contemporâneos, mas que ficou de fora da versão original do novo jogo de Hideo Kojima.

Death Stranding Review

Depois de muito feedback por parte da comunidade do jogo, Kojima revela agora que o modo de fotografia não vai ser, afinal, exclusivo à versão PC, com os fotógrafos virtuais a poderem experimentar a funcionalidade em breve.

https://twitter.com/HIDEO_KOJIMA_EN/status/1242416709153112064

A novidade foi partilhada diretamente pelo criador do jogo, que mostrou algumas imagens da versão PS4, revelando ainda que é na próxima atualização, a chegar já no final do mês, que o modo fotografia fica disponível na consola da Sony.

Death Stranding já pode ser jogado na PlayStation 4 e chega aos PCs, com suporte de maiores resoluções, framerates, widescreen e muito mais, a 2 de junho. Até lá, aproveitem para (re)ler a nossa análise, aqui.

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

10,849FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
632SeguidoresSeguir

Relacionados

A PlayStation 4 recebeu uma nova atualização com funções bem úteis

A versão 8.0 inclui funcionalidades sociais, avatares e muito mais.

Ação, estratégia e cricket a caminho do Xbox Game Pass

A atualização a meio do mês inclui jogos para PC, Xbox e Android.

Análise – Hades

Fujam do submundo num dos melhores títulos deste final de ano.

Arrefece o teu PC com os novos coolers luminosos da Corsair

As novas apostas de arrefecimento a liquido da Corsair trazem todas as cores às vossas torres.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Análise – 9 Monkeys of Shaolin

Viajem até à China Medieval numa busca por vingança e muita ação.

Crítica – On the Rocks

On the Rocks não parece um filme, mas sim uma história real com pessoas reais… pelo menos até ao terceiro ato.