Cut Copy confirmados a 12 de julho no NOS Alive

Depois do anúncio dos Idles, o NOS Alive dá-nos mais um motivo para não perdermos a edição do próximo ano. Os Cut Copy acabam de ser adicionados ao cartaz, atuando a 12 de julho no Palco Sagres.

A banda de Dan Whitford traz a Portugal o quinto álbum Haiku From Zero, editado no ano passado, e que sucede a “Free Your Mind (2014). Haiku From Zero é o disco com maior diversificação sonora, tendo sido gravado um pouco por todo o mundo.

Artistas confirmados: Bon Iver, Cut Copy, Curadoria Bridgetown (Carla Prata, Dillaz, DJ Dadda, Nubai Soundsystem, Plutonio, Saint Jhn, Trace Nova e Lé Vie), Idles, Jorja Smith, Ornatos Violeta, Pip Blom, The Chemical Brothers, The Cure, The Smashing Pumpkins, Sharon Van Etten, Tash Sultana, Thom Yorke e Vampire Weekend.

O NOS Alive’19 realiza-se a 11, 12 e 13 de julho de 2019 no Passeio Marítimo de Algés, em Lisboa. Os bilhetes já estão à venda por 65€ (bilhete diário) e 149€ (passe de três dias). À venda está também o Fã Pack FNAC.


 

- Publicidade -

Sigam-nos

10,558FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
610SeguidoresSeguir

Relacionados

4.ª edição do Soam as Guitarras realiza-se entre setembro e dezembro deste ano e em abril de 2021

Já a cidade de Évora ainda não divulgou a sua parte da programação do festival.

Concertos dos Apocalyptica e Epica em Portugal reagendado para abril

Depois de terem reagendado a tour conjunta devido à pandemia, as bandas de metal Apocalyptica e Epica vão levar a The Epic Apocalipse Tour 2021 a palcos por toda a Europa já no próximo ano.

NOS Primavera Sound 2021. Cartaz deve ser apresentado na próxima terça-feira

Ao que tudo indica, ficaremos a conhecer o cartaz (ou parte dele) já a 16 de junho.

Concerto de 070 Shake em Lisboa foi cancelado

O concerto, que deveria acontecer este mês, fica assim sem efeito.
- Publicidade -

Mais Recentes

ZenZoe. Chegou a Portugal o robô que desinfeta áreas e objetos propícios à transmissão de COVID-19

O ZenZoe foi desenvolvido pela ASTI Mobile Robotics, empresa de tecnologia e robótica sediada em Espanha,...

Crítica – The King Of Staten Island

The King Of Staten Island emprega uma fórmula muito conhecida (e demasiado utilizada) que se estende em demasia, mas Judd Apatow equilibra-a com um sentido de humor negro com a ajuda dos seus co-argumentistas.

Análise – Mr. Driller DrillLand

Uma remasterização do clássico de 2002 que pouco adiciona ao original no que toca a conteúdos.