Crítica – Trackers (Primeiros 3 Episódios)

Os primeiros episódios de Trackers não são totalmente perfeitos… mas também não são horríveis.

Trackers

A nova aposta da HBO no mercado internacional mostra uma excelente maneira de fazer séries atualmente. Aliás, Trackers é uma produção da M-Net, da Cinemax (canal detido pela HBO) e da ZDF (canal público alemão). Estreou em 2019 nos canais citados e chega a 5 de junho a Portugal através da plataforma de streaming.

Esta nova série de drama aborda três histórias, habilmente entrelaçadas num sofisticado thriller de ação na África do Sul, que colidem explosivamente na Cidade do Cabo, numa violenta conspiração que envolve crime organizado, contrabando de diamantes, forças de segurança estatais, tráfico de rinocerontes negros, a CIA (Agência Central de Inteligência) e conspiração terrorista.

No geral, Trackers não é a melhor série de sempre, nem de perto nem de longe, mas vê-se bastante bem. Com uma média de 50 minutos por episódio, esta produção não é propriamente inovadora na sua linha narrativa. Não é que a história já tenha sido contada, mas já foram contadas histórias parecidas de outra maneira. Entretém, mas não é nada de espetacular.

As duas línguas

trackers2

Tal como em White Lines, há aqui uma série bilíngue, mas o equilíbrio não é tão bem conseguido. Nem decorre de uma maneira tão fluída. O facto de ter visto sem legendas pode contribuir para esta minha perceção e, portanto, acredito que, com legendas, a experiência seja mais agradável. A culpa não é dos atores, cujo trabalho acho que foi bem feito. Mas sim de não estarmos habituados a esta vertente do inglês.

Aqui fala-se, sobretudo, em inglês com o sotaque sul-africano. No entanto, não é esta apenas a língua falada. Fala-se também em Afrikaans ou Africâner, em português, que é um idioma de ramo germânico falado por mais de 16 de milhões de pessoas.

Os cenários bem conseguidos

trackershbo

O nível estético é, provavelmente, aquilo que é mais bem conseguido em todos os episódios. Aliás, a própria introdução apresenta cenários muito interessantes e com uma música de fundo daquelas que só as grandes séries têm. É pena que seja apenas isso.

As imagens de África são interessantes e estão muito bem captadas em todos os níveis.

Demasiadas personagens, mas ligação entre elas bem conseguida

trackers 4

Tenho tido este problema com muitas séries, incluindo as portuguesas, mas aqui é um pouco diferente. Há demasiadas personagens e, no início, especialmente, há alguma confusão entre elas. É complicado gerir tantas personagens. No entanto, com o avançar dos episódios, acaba por ficar melhor. Mas não perfeito.

Ainda assim, acho que a série teria ficado muito melhor com um maior foco em personagens centrais da trama, como a jornalista que, na verdade, nem é bem jornalista. Ou na própria personagem enigmática principal que vamos ficando a conhecer aos poucos.

Se estão à procura de algo para entreter, mas que, ainda assim, obrigue a que fiquem de olho no ecrã para não perderem nada do que se passa, Trackers é uma ótima opção.

- Publicidade -

Sigam-nos

10,563FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
610SeguidoresSeguir

Relacionados

- Publicidade -

Mais Recentes

Já há datas para o ano letivo 2020/2021

As primeiras cinco semanas servirão para recuperar matéria em atraso. Já as férias da Páscoa serão mais curtas.

Elton John vai disponibilizar concertos clássicos no YouTube

A série de concertos Elton John: Classic Concert Series pretende angariar fundos para a Elton John AIDS Foundation, de modo a apoiar os afetados pelo COVID-19.