Cineteatro Capitólio foi oficialmente inaugurado

E traz muitas novidades. Já depois de termos visto alguns concertos no espaço na edição do ano passado do Vodafone Mexefest, o espaço foi hoje oficialmente inaugurado num evento onde o Echo Boomer esteve presente.

- Publicidade -

Ao longo das décadas de 30 a 80 do século XX, o Cineteatro Capitólio, localizado no Parque Mayer, teve um papel crucial na produção artística nacional e nas práticas culturais da cidade e da região de Lisboa.

O espaço foi palco de teatro de revista, teatro de comédia, espetáculos de jazz e de fado, circo, entre outros, espetáculos que atraíam públicos de todas as classes sociais. É também reconhecido internacionalmente pela sua relevância arquitetónica. Mas eventualmente acabaria por fechar em 1988.

Trinta anos após o seu encerramento, o renovado Cineteatro Capitólio – Teatro Raul Solnado abriu as suas portas e visa a realização de eventos pluridisciplinares públicos e privados que, respeitando a sua história, integrem novas dinâmicas programáticas, sejam capazes de atrair públicos diversos e reforçar a oferta cultural nacional.

A direção do espaço ficou a cargo da Sons em Trânsito. Música, cinema e humor serão o foco da programação do renovado espaço que pretende ser uma espécie de clube, à semelhança de um Paradiso, que existe em Amesterdão, na Holanda.

Vasco Sacramento, diretor da Sons em Trânsito, começou por salientar esta manhã a enorme responsabilidade e alegria que é para a Sons em Trânsito ter a concessão do Cineteatro Capitólio durante os próximos cinco anos, tendo como objectivo criar uma identidade e assinatura para a sala, democrática e aberta a todos. Referiu que esta “é uma sala que nos abre várias possibilidades, com lotações em pé, sentadas e outras configurações, preenchendo uma lacuna que Lisboa tinha em espectáculos de média dimensão, de que muitas cidades cosmopolitas dispõem e que a nossa capital oferece, a partir de agora”.

Acrescentou ainda, sobre o posicionamento da sala: “Queremos ser complementares e não concorrenciais, criar programação em rede, em articulação com o resto da cidade e do país; desenvolver uma oferta de serviço educativo, que atraia novos públicos, nomeadamente o infanto-juvenil; e estimular o pensamento, com tertúlias e conversas a decorrerem no terraço. O Capitólio quer assinalar os grandes acontecimentos da cidade de Lisboa, como a Eurovisão, os Santos Populares ou a Web Summit.”

Sabe-se também que o espaço tem uma lotação máxima de 400 lugares sentados e 1000 pessoas em pé. Estas são as lotações base, mas, dependendo do evento, podem aumentar, uma vez que a sala tem vários metros de comprimento.

Já no terraço vão existir condições perfeitas para cinema, concertos e, também, para sessões de tertúlia e conversas. É ainda possível existirem dois espetáculos a decorrer em simultâneo, ainda que essa possibilidade vá depender do tipo de espetáculo em si. Para os próximos meses, o Capitólio poderá ainda ser palco de teatro e eventos de moda.

Foi também anunciada alguma da programação para 2018 como Sérgio Godinho (23, 24 e 25 de fevereiro), o evento Style Out Loud (8 de março), o evento St. Patrick’s Day Jameson, que vai contar com música de Capicua, Mirror People, Moullinex, Sonja e Kid Franciscolli (16 de março), os 11 anos de Bloop Recordings (17 de março) e os concertos de Marco Rodrigues (6 de abril), LINIKER e os Caramelows (7 de abril), PAUS (13 de abril), Rhys Lewis (14 de abril), Héber Marques (28 de abril), Elisa Rodrigues (24 de maio), Beth Ditto (7 de junho) e Cícero (20 de junho).

O Capitólio irá ainda receber concertos da edição de 2018 do Vodafone Mexefest, além do festival Clazz Jazz Festival. Curiosamente, o The Famous Fest, festival de humor que até então vinha a realizar-se no LX Factory, passa a realizar-se no Cineteatro Capitólio, decorrendo, este ano, entre 28 e 29 de setembro.

Antes do encerramento, Elisa Rodrigues, uma das grandes revelações do jazz nos últimos anos, que tocou em alguns dos mais prestigiados palcos do mundo, como o Hollywood Bowl ou o Barbican Centre, deu um mini-showcase onde estreou dois temas do seu primeiro álbum em nome próprio, a editar na primavera, e que será apresentado ao vivo nesta sala.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

A Netflix vai ter um evento dedicado a novidades de séries como The Witcher e Cuphead

A Geek Week da Netflix vai ser o palco para novidades para o futuro da plataforma.

O fim da atual temporada de Fortnite vai ter uma experiência a solo

A conclusão da sexta temporada do segundo capítulo promete.

Os The Game Awards 2020 acontecem hoje. Espreita onde assistir

Celebra os melhores jogado, noite dentro.

Festival Termómetro adiado para 2021

Em breve serão reveladas as novas datas.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes