- Publicidade -

Banco CTT vai cobrar anuidade do cartão a clientes pouco regulares

-

- Publicidade -

Quando foi criado, em 2015, o Banco CTT assumiu-se como um “banco zero”, ou seja, sem anuidades e sem comissões. Porém, o novo preçário que entrou em vigor no início desta semana, no passado dia 24 de fevereiro, veio trazer novidades amargas.

Basicamente, o Banco CTT vai passar a cobrar pela emissão de cartões de débito, passando a ter uma anuidade de 15€, valor ao qual acresce também os 4% do imposto de selo.

Porém, não são todos os clientes que passam a pagar anuidade. Dizem os responsáveis que “estarão isentos os clientes com utilização regular do cartão de débito BCTT (Banco CTT) ou clientes com menos de 25 anos de idade”. E o que quer isto dizer? Que é necessário fazer algumas transações por mês.

Segundo o que o Jornal Económico apurou, deve-se fazer um mínimo de 20 pagamentos mensais com o cartão do Banco CTT, compras essas que podem incluir idas ao supermercado, almoços e jantares ou compras ocasionais em lojas. Pagamentos feitos por MB Way também contam para este mínimo.

Basicamente, somente os clientes pouco regulares ou que tenham uma conta Banco CTT para algo em específico, não a utilizando, é que serão castigados.

Mas estas não são as únicas más notícias. A partir de agora, os levantamentos ao balcão têm um custo de 4,50€ a partir do segundo levantamento bancário, acrescido de 4% de imposto de selo. Já o depósito igual ou superior a 100 moedas terá um custo fixo de 5€.

Também a alteração da titularidade tem agora um custo, que é de 7€.

Mesmo com estas novidades desagradáveis, o Banco CTT diz que “quer continuar a ser um dos bancos mais competitivos do mercado pelo que mantém-se sem comissão no serviço MBway, sem comissão de manutenção, sem custos nas transferências nos canais digitais e sem comissão no cartão de crédito BCTT”, explicando ainda que “os clientes com uso regular do seu cartão continuarão isentos de qualquer comissão, sendo que os restantes pagarão 15€/ano, ficando muito abaixo dos 80-100€/ano que os principais bancos do mercado cobram, em média, por serviços comparáveis”.

Ainda em relação à unidade, o Banco CTT refere que “esta comissão entra em vigor no dia 24 de fevereiro e será cobrada a partida de março 2020”. “Os clientes novos irão sempre pagar a primeira anuidade, com exceção dos clientes com menos de 25 anos. Nas anuidades seguintes, desde que sejam utilizadores frequentes do cartão de débito BCTT (em compras) poderão acumular descontos até ao valor total da comissão.”

Fonte:BCTT
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

10,242FãsGostar
4,046SeguidoresSeguir
508SeguidoresSeguir

Mais Recentes

APM e CNIS lançam campanha de angariação de fundos para entrega de máscaras

Para isso, a APM e a CNIS criaram uma conta solidária: PT50 0036 0407 99106 019984 28.

Agora já podem receber os deliciosos croquetes da Croqueteria em casa

Muitos lisboetas saberão por esta altura que a Croqueteria, o primeiro spot dedicado ao croquete, tem um espaço físico no Time Out Market Lisboa. O que podem não saber, porém, é que o estabelecimento agora tem um restaurante virtual no COOKOO – The Kitchen Hub.

Há duas novas variedades de chocolates Nestlé Les Recettes de L’Atelier para esta Páscoa

Quem já provou as tabletes da linha Les Recettes de L'Atelier, da Nestlé, certamente que está familiarizado com o sabor característico de cada variedade. Pois bem, e a pensar na Páscoa, a marca lança agora duas novas tabletes.

Pic Solution doou medidores de pressão arterial a hospitais

A Pic Solution destaca ainda a importância de todos os cidadãos estarem atentos e a tomarem todas as precauções no âmbito do Covid-19.

Concertos e festivais reagendados não dão direito a reembolso, diz a Ministra da Cultura

É algo que promete causar polémica, mas é a própria Ministra da Cultura quem o diz. Espetáculos e festivais reagendados não dão direito a reembolso.
- Publicidade -