Singularity – A melhor e mais recente novidade VR da Zero Latency

por Alexandre Lopes

Foi em dezembro do ano passado que ficámos a conhecer o projeto Zero Latency, a maior experiência de realidade virtual da Europa. Quando chegou a Portugal, e alguns dias antes da abertura oficial, o Echo Boomer pôde testar esta nova experiência que resultou numa sessão de jogo bem intensa e entusiasmaste.

Até agora, Zombie Survival, jogo onde temos de lidar com hordas de mortos-vivos, era o único disponível com no Centro Zero Latency Lisboa. Mas isso está prestes a mudar.

É já a partir de amanhã, dia 16 de março, que o centro passa a ter disponível ao público o jogo Singularity, considerado pela imprensa internacional como um dos melhores jogos de realidade virtual até ao momento. E foi mesmo este que fomos experimentar numa preview exclusiva.

Quem jogou Zombie Survival irá encontrar aqui grandes diferenças. Se nesse primeiro jogo os metros quadrados estavam concentrados, não havendo grande espaço para explorar a área de jogo, o mesmo já não acontece com Singularity. Essencialmente, falamos de um jogo mais tático e mais defensivo.

Seguindo filmes de ficção como 2001, Odisseia no Espaço ou o mais recente Avengers: Era de Ultron, em Singularity os jogadores devem sobreviver à máquina Rogue AI e às vagas de robôs e drones por ela controlados. O objetivo final é o de desativar o servidor da Estação Espacial.

Estamos, portanto, numa nave espacial e contamos com novas mecânicas de jogo. E estando numa nave espacial, temos o dever de explorar os diversos espaços e compartimentos da mesma. É esta a mais-valia de Singularity; deixa os jogadores usufruir do espaço de 225 metros quadrados de jogo para que se sintam verdadeiramente embrenhados.

E sim, entre corredores, rampas e salas de controlo, existirão momentos que alguns jogadores terão mais dificuldades em ultrapassar.

Para acabar com os inimigos, temos à disposição quatro armas (três automáticas e uma manual) que podemos alterar ao nosso gosto, cada uma tendo munição infinita. Outro bónus é o facto de, graças à deteção de movimento da arma (RAVEN), o jogador conseguir utilizá-la como escudo para desviar ataques.

Claro que esta experiência atinge o culminar se for jogador com amigos. É aqui que reside o climax de Singularity, uma vez que podemos recorrer a táticas defensivas com outros jogadores para concluir o jogo com sucesso.

O único ponto menos positivo desta experiência, quando jogado com mais amigos, será o facto do jogo somente avançar quando, em alguns momentos, todos os jogadores estiverem nos lugares supostos, sendo algo que pode quebrar o ritmo. De qualquer forma, pode sempre servir para recuperar o fôlego.

No final da experiência, senti mais os efeitos de Singularity do que quando joguei Zombie Survival. Apesar de ser mais lento na sua construção, Singularity acaba por ser mais imersivo do que o primeiro jogo.

Se gostaram de Zombie Survival, sem dúvida alguma que vão gostar de Singularity. É uma evolução em termos de jogo. Se ainda não tiveram oportunidade de jogar, atirem-se de cabeça a Singularity. Vão ficar verdadeiramente surpreendidos.

Este novo jogo fica disponível já amanhã, dia 16 de março, e terá um custo de 19,95€ por sessão (a experiência dura 45 minutos – 15 minutos para preparação e briefing, 15 minutos de jogo e 15 minutos de conclusão). A partir deste fim-de-semana, o Zero Latency passa também a disponibilizar um pacote de experiência Singularity + Zombie Survival por 29,95€ (60 minutos de experiência).

Para quem quiser experimentar somente o jogo Zombie Survival, pode fazê-lo por 24,50€. Cada sessão dura 60 minutos.

Os bilhetes podem ser adquiridos diretamente no centro ou no site oficial, bastando escolher o dia, a hora, número de pessoas e proceder ao pagamento.

Também pode interessar

Deixar uma resposta

O Echo Boomer utiliza cookies para dar a melhor experiência possível aos nossos leitores. Aceitar Ler mais

%d bloggers like this: