Yorn está a quadriplicar os dados móveis para usar em dezembro

A iniciativa não é nova, mas é sempre bem-vinda.

dados móveis
- Publicidade -

Nos passados meses de julho e agosto, a Yorn deu um miminho aos clientes, neste caso para quem possui o tarifário Yorn XL, oferecendo, na altura, um extra de 30GB/mês nos meses em questão, sem que tivessem de pagar um cêntimo sequer por essa oferta.

Agora, e tal como tem acontecido em anos anteriores, a Yorn volta a dar mais GB de dados móveis para utilizarmos neste mês de dezembro. Embora não andemos a sair de casa com a regularidade que desejaríamos, gigas de net a mais nunca são de deitar fora.

A oferta deve ser ativada na app My Vodafone. Assim que entram na app, verão logo um banner na secção Explorar. Tocam nesse banner e irão reparar que terão direito a quatro vezes mais net para usarem ao longo do mês.

Segundo o que conseguimos apurar, esta oferta é somente aplicável a quem possui o tarifário Yorn XL. Os clientes Yorn XS e XM, caso tentem aderir à promoção, serão convidados a fazer o upgrade para o Yorn XL, pois só assim conseguirão usufruir dos dados móveis extra.

Na app, basta então carregar no respetivo botão e aguardar pela SMS que será enviada quando este extra de net estiver ativo.

Fonte:Yorn
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Roaming. Yorn volta a dar mais gigas para usar no estrangeiro

Uma boa novidade que a empresa tem vindo a implementar cada vez que começa um novo ano.

Yorn estende oferta do serviço de música TIDAL até ao final de 2021

Uma oferta que se aplica a quem possui o tarifário Yorn XL ou Yorn XM.

Yorn oferece 50GB de Internet por mês em junho, julho e agosto

Sim, são mesmo 50GB por mês, para gastar em cada um dos meses.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Vodafone disponibiliza 5G a título experimental a todos os clientes

A todos os clientes e em todos os tarifários, importa salientar.

Cinco empresas já têm licença para explorar o 5G em Portugal

Só falta a MEO, que ainda não fez o pagamento.

Passageiros de voos internacionais terão de apresentar um teste negativo no momento do embarque (além do certificado digital) para Portugal

Se este teste não for apresentado, o passageiro pode não embarcar e as companhias áreas ficam sujeitas a coimas.