Roaming. Yorn vai dar mais gigas para usar no estrangeiro

- Publicidade - trk
- Publicidade -

Uma boa novidade que a empresa tem vindo a implementar cada vez que começa um novo ano.

Já lá vai algum tempo, mas, em 2018, referimos aqui no Echo Boomer que a Yorn iria dar mais gigas para usarmos no estrangeiro a partir de 1 de janeiro de 2019. Esta é uma prática que a empresa tem vindo a implementar cada vez que começa um novo ano.

Pois bem, o mesmo vai acontecer a partir de 1 de janeiro de 2021. Num SMS enviado aos clientes, pode ler-se que, sem custos adicionais, vão poder usar mais dados móveis do tarifário quando estiverem em roaming na UE.

No caso da SMS a que tivemos acesso, que diz respeito ao tarifário Yorn X 10GB, é referido que, em 2021, será possível usar 11,46GB do pacote de dados nacional. Se esse limite for ultrapassado, será aplicada a tarifa regulada de 0,0037€/MB.

Atualmente, a PUR (Política de Utilização Responsável) para roaming é de 5,41GB no tarifário Yorn X 1GB, de 7,85GB no Yorn 5GB e de 9,81GB no Yorn X 10GB.

Ou seja, e a título de exemplo, temos, no caso do Yorn X 10GB, um aumento de cerca de 1,5GB para uso em roaming no próximo ano, não sendo nada de significativo.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

Yorn repete tradição e volta a dar mais gigas de roaming

Acontece o mesmo todos os anos. E ainda bem.

Vale a pena ter o tarifário Yorn mais caro?

O tarifário Yorn XL, o mais caro, e o Yorn XM, o intermédio, são demasiado parecidos.
- Publicidade -
- Publicidade - trk
- Publicidade -

Mais Recentes

Linha do Oeste vai ser finalmente modernizada

A capacitação da Linha do Oeste, até Caldas da Rainha, possibilitará a redução do tempo de viagem entre Caldas da Rainha – Lisboa e Torres Vedras – Lisboa em cerca de 30 minutos.

Stormzy fora do NOS Alive 2022. Horários já estão disponíveis

Está naquela altura de fazer escolhas.

Governo vai avançar com aeroportos no Montijo e em Alcochete. O de Lisboa é para fechar

O do Montijo, que será complementar, deverá estar pronto em 2026. Já o de Alcochete, que substituirá o de Lisboa, estima-se que entre em funcionamento em 2035.