Utilizadores portugueses do Revolut gastaram mais dinheiro em marcas nacionais em 2020

Mas o comércio internacional ainda domina.

de agosto
- Publicidade -

O ano passado foi muito duro para toda a gente. O pequeno comércio foi especialmente afetado um pouco por todo o mundo, tendo em conta todas as restrições derivadas da pandemia. Em Portugal, apelou-se a que, se fosse possível, tentássemos ajudar os pequenos comerciantes, deixando de lado os grandes grupos. E parece que foi mesmo isso que aconteceu, pelo menos entre os utilizadores Revolut.

Segundo dados revelados pela fintech, entre 1 de março e 31 de dezembro de 2020, os utilizadores portugueses do Revolut gastaram mais do triplo em sites de comércio eletrónico internacionais, quando comparando os valores gastos em sites domésticos.

Apesar disso, o comércio eletrónico em páginas portuguesas registou um incremento substancial, com os utilizadores a gastarem três vezes mais em marcas nacionais quando comparado com igual período do ano anterior.

Só nos últimos três meses do ano – que englobaram os gastos na ​Black Friday, Cyber Monday e o período de compras para o Natal, as marcas nas quais os utilizadores portugueses da Revolut fizeram as suas compras foram a Amazon, o Aliexpress, a Apple, a Zara e o Ebay.

Viagens caíram a pique

Sem surpresa, o impacto da pandemia da Covid-19 e as restrições à circulação afetaram substancialmente as viagens para fora do país. Registou-se uma quebra de quase 58% no número de utilizadores portugueses a viajar neste período de 2020, face a igual período do ano anterior. A redução drástica do número de viajantes impactou também negativamente o valor gasto no estrangeiro, registando-se uma quebra de 67% nos valores gastos além fronteiras em 2020.

Portugueses amealharam em ano de pandemia

Sem planos de viagens e face à incerteza que se perspetiva para este ano, os portugueses conseguiram armazenar algum dinheiro nos Cofres da Revolut, tendo a 31 de dezembro de 2020 o dobro do valor que tinham posto de parte a 1 de março de 2020.

Pagamentos contactless crescem

Os utilizadores portugueses também aderiram a formas mais seguras para fazer os seus pagamentos. Em março de 2020, os pagamentos com cartões Revolut contactless rondavam os 53%. Em dezembro, a percentagem de pagamentos feitos com a tecnologia contactless ultrapassou os 77%, com os remanescentes 23% a serem feitos em operações de chip/PIN.

Em Portugal, a Revolut já conta com mais de 500.000 utilizadores.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

A Dogecoin chegou à Revolut

Todas as terças-feiras das próximas semanas, a Revolut vai adicionar criptomoedas à sua oferta, que contava já com 29 tokens suportados na app

Revolut lança extensão para o Google Chrome que permite identificar os melhores descontos online

Além disso, é também agora possível adquirir Cartões Presente e enviar essas prendas digitais para amigos e familiares.

Há 11 novos tokens de criptomoedas disponíveis na Revolut

Agora, a oferta é de 21 tokens para todos os utilizadores.

Revolut: Clientes não estão obrigados a declarar as contas no IRS 2021

Contudo, se fizeram investimentos e receberam mais-valias ou dividendos, deverão comunicá-los na declaração de rendimentos.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

CP repõe a totalidade de lugares disponíveis nos comboios apenas com lugares sentados

Fica sem efeito qualquer limitação imposta no âmbito da pandemia COVID-19.

Explora Journeys. Grupo MSC entra no mercado de cruzeiros de luxo

O primeiro dos quatro navios de luxo iniciará os seus cruzeiros em 2023, com outros três navios programados para navegar em 2024, 2025 e 2026.

As novidades da Square Enix na E3 2021

Marvel e Final Fantasy marcaram presença na transmissão.