Utilizadores portugueses do Revolut gastaram mais dinheiro em marcas nacionais em 2020

Mas o comércio internacional ainda domina.

de agosto
- Publicidade -

O ano passado foi muito duro para toda a gente. O pequeno comércio foi especialmente afetado um pouco por todo o mundo, tendo em conta todas as restrições derivadas da pandemia. Em Portugal, apelou-se a que, se fosse possível, tentássemos ajudar os pequenos comerciantes, deixando de lado os grandes grupos. E parece que foi mesmo isso que aconteceu, pelo menos entre os utilizadores Revolut.

Segundo dados revelados pela fintech, entre 1 de março e 31 de dezembro de 2020, os utilizadores portugueses do Revolut gastaram mais do triplo em sites de comércio eletrónico internacionais, quando comparando os valores gastos em sites domésticos.

Apesar disso, o comércio eletrónico em páginas portuguesas registou um incremento substancial, com os utilizadores a gastarem três vezes mais em marcas nacionais quando comparado com igual período do ano anterior.

Só nos últimos três meses do ano – que englobaram os gastos na ​Black Friday, Cyber Monday e o período de compras para o Natal, as marcas nas quais os utilizadores portugueses da Revolut fizeram as suas compras foram a Amazon, o Aliexpress, a Apple, a Zara e o Ebay.

Viagens caíram a pique

Sem surpresa, o impacto da pandemia da Covid-19 e as restrições à circulação afetaram substancialmente as viagens para fora do país. Registou-se uma quebra de quase 58% no número de utilizadores portugueses a viajar neste período de 2020, face a igual período do ano anterior. A redução drástica do número de viajantes impactou também negativamente o valor gasto no estrangeiro, registando-se uma quebra de 67% nos valores gastos além fronteiras em 2020.

Portugueses amealharam em ano de pandemia

Sem planos de viagens e face à incerteza que se perspetiva para este ano, os portugueses conseguiram armazenar algum dinheiro nos Cofres da Revolut, tendo a 31 de dezembro de 2020 o dobro do valor que tinham posto de parte a 1 de março de 2020.

Pagamentos contactless crescem

Os utilizadores portugueses também aderiram a formas mais seguras para fazer os seus pagamentos. Em março de 2020, os pagamentos com cartões Revolut contactless rondavam os 53%. Em dezembro, a percentagem de pagamentos feitos com a tecnologia contactless ultrapassou os 77%, com os remanescentes 23% a serem feitos em operações de chip/PIN.

Em Portugal, a Revolut já conta com mais de 500.000 utilizadores.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,931FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
656SeguidoresSeguir

Relacionados

Clientes Revolut já podem aceder às suas contas através do PC

Está agora disponível uma web app online para clientes.

Nova ferramenta do Revolut permite gerir subscrições com facilidade

Até porque reune todas as assinaturas, débitos diretos e pagamentos recorrentes num só lugar.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Crítica – Chaos Walking

Chaos Walking irá terminar como um dos filmes mais dececionantes e frustrantes do ano. Mais um para a lista de "filmes com conceitos inovadores e interessantes que não conseguem alcançar metade do seu potencial".

Rock in Rio Lisboa também não se realiza este ano

Por outras palavras, foi adiado para 2022.

EatTasty acaba de ficar disponível no Porto

Disponível tanto ao almoço como ao jantar.