Upgrade para o Windows 11 será gratuito, mas nem todos os computadores conseguirão ter acesso

Até porque será necessário o PC em questão possuir o chip Trusted Platform Module (TPM) 2.0.

- Publicidade -

Esta semana, dias depois de uma versão preview ter começado a circular na Internet, a Microsoft aproveitou para apresentar oficialmente o Windows 11, sistema operativo que foi redesenhado para produtividade, criatividade e facilidade, prometendo ainda proporcionar a melhor experiência de jogo em PC até ao momento.

Nesta altura, muitos são aqueles que já pensam em fazer o upgrade para o novo SO. E sim, será grátis.

O Windows 11 estará disponível nos novos PCs e através de uma atualização gratuita que terá início ainda este verão, , continuando com essa atualização em 2022, para PCs elegíveis do Windows 10. De momento, a Microsoft está a trabalhar com os seus parceiros retalhistas para garantir que os PCs com Windows 10 que estão hoje disponíveis para compra estão prontos para a atualização para o Windows 11.

Por agora, muitos são os utilizadores que, através da aplicação PC Health Check, estão já a verificar se o seu sistema cumpre todos os requisitos necessários para que possa correr sem problemas o novo Windows 11. Bom, a verdade é que nem todos podem conseguir este upgrade.

Um dos requisitos do Windows 11 é que o PC em questão possua o chip Trusted Platform Module (TPM) 2.0, desenhado para armazenar informações de login. E a verdade é que, apesar desta funcionalidade estar presente nos computadores há anos, nem todos os PCs a possuem. Em grande parte dos computadores com este chip, os fabricantes simplesmente optaram por desligá-lo nas definições de fabrico.

Como está desligado, muitos dos que têm utilizado a aplicação PC Health Check estão a ter ecrãs a indicar que a máquina em questão não pode correr o Windows 11. Felizmente há solução, embora possa ser demasiado técnica para o utilizador comum.

A forma de dar volta a isto é ir à BIOS (que requer premir uma determinada tecla quando o computador está a arrancar, tecla essa que varia consoante o fabricante) e ir às definições avançadas ou de segurança, procurar pela opção Trusted Computing 2.0 (ou com nome parecido, como “ftpm”) e ativá-la.

Basta depois guardar as alterações, reiniciar o PC e correr novamente a app PC Health Check que já não deverão ter problemas.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Windows 11 promete jogos melhores no PC

O Xbox Game Pass faz parte do grande plano da Microsoft.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Domino’s Pizza abre segunda loja em Braga

É a 40ª loja da marca em Portugal.

Última temporada de The Walking Dead vai ser dividida em três partes

A série principal terminará algures em 2022.