Uma casa mais ecológica e sustentável: 12 dicas para uma maior eficiência energética

Ter uma casa mais ecológica e sustentável é uma daquelas soluções win-win em que todos ganham. Ganham o ambiente e o planeta Terra, por terem mais alguém a contribuir diretamente para uma causa que é de todos.

- Publicidade -

Mas também ganham vocês, não só pela gratificação de dar esse contributo, como pela poupança ao nível da eficiência energética. E o que é, afinal, eficiência energética? Não é mais do que usar de forma inteligente a energia, otimizando os gastos para alcançar melhores níveis de poupança.

Partilhamos 12 dicas para terem maior eficiência energética. 

1. Certificado Energético (CE)

O certificado energético é um relatório produzido por especialistas que irá medir a eficiência energética da vossa casa. Depois de uma vistoria, é emitido um documento – válido por 10 anos – com sugestões para melhorar a eficiência energética do imóvel. O CE classifica o imóvel através de uma escala em que a classe A+ corresponde a um imóvel com melhor desempenho energético, e a F a um imóvel de pior desempenho energético. Ter este documento é um bom ponto de partida para começar a melhorar a eficiência energética na vossa casa.

2. Mais e melhor luz natural

Sabemos que cores claras nos tetos e paredes refletem a luz natural de melhor forma, mantendo a casa confortável. É claro que isso será mais fácil quando as janelas estão orientadas a Sul e podem beneficiar de luz solar direta.

3. Poupem na água

Pequenos gestos conduzem a grandes mudanças. Não utilizem mais água do que aquela que precisam, seja a lavar a loiça, tomar banho ou lavar os dentes. Sabiam que, com chuveiros inteligentes, podem poupar até 40%?

4. Ar condicionado e aquecimento central

Os dados são claros: nos meses mais frios, as despesas com aquecimento podem representar um aumento de 20% nas faturas. Investir num ar condicionado pode ser uma solução interessante e económica a longo prazo. Um ar condicionado apresenta quatro vezes mais eficiência do que um aquecedor elétrico. Quanto ao aquecimento central, saibam que há empresas, como a Climatec, que prestam serviços de assistência na área da reparação de caldeiras, pelo que a manutenção também estará assegurada.

5. Eletrodomésticos

Os eletrodomésticos de classe A são os mais eficientes. Ainda que o investimento inicial possa parecer mais elevado, a verdade é que acaba por compensar a longo prazo. Outro ponto muito importante relativamente aos eletrodomésticos é que estes não devem ser deixados em standby. Para poupanças substanciais, devem desligá-los sempre! Sugestão: optem por ter estes equipamentos numa única tomada com botão on e off, desligando-a quando estes não estiverem a ser usados.

6. Lâmpadas LED

Sim, as lâmpadas LED são mais caras, mas são também um investimento rentável. Podem ajudar a poupar até 90%, para além de terem 40 anos de vida útil.

7. Painéis Solares

Sabemos que nem toda a gente tem a possibilidade de ter um espaço para a instalação de painéis solares, nem o capital para investir num equipamento destes, mas a respetiva instalação pode reduzir em 60% do consumo de energia. O investimento inicial é alto, mas compensa muito, até pelos benefícios fiscais que garante.

8. Isolamento térmico

Nem todas as casas são novas e, portanto, nem todos os materiais serão de última geração. Se for possível, instalem vidros duplos com caixilharia em PVC nas janelas para um melhor isolamento térmico. Se possível, isolem também as paredes e o chão.

9. Criem reservatórios de água

É uma sugestão simples, mas eficaz: podem reutilizar as águas da vossa casa tanto nas descargas da sanita, como na rega das plantas. Aproveitem cada gota!

10. Calafetagem

Um bom isolamento é uma das características mais importantes numa casa porque, durante o inverno, permitirá reter o calor gerado pelo seu sistema de aquecimento e, no verão, evitar que a casa aqueça em demasia. E o que se deve isolar? Há dados que respondem a essa questão: através da cobertura, perde-se, em média, 30% do calor. Paredes (25%) e janelas (20%) são outros dos locais por onde se perde calor, pelo que devem ser foco do vosso cuidado e atenção. Ter tudo isto em conta pode representar uma poupança de até 10%.

11. Usem o micro-ondas

A poupança será maior se usarem o micro-ondas em vez do fogão ou do forno.

12. Uso das máquinas

Fator importante é usar as máquinas de lavar roupa e loiça com a carga máxima indicada pelo fabricante em cada programa específico.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Streamings da RTP2 e RTP3 passam finalmente para HD

Não, não é Full HD, mas tudo é melhor que o SD.

NOS Wi-Fi vai ser descontinuado em agosto

Estavam a contar com o serviço quando fossem de férias para aceder à Internet? É melhor pensarem em alternativas.