Uber. Motoristas TVDE estão muito insatisfeitos com as “novas” tarifas

Há já quem revele perdas superiores a 40%.

Bora
- Publicidade -

A semana passada trouxe uma novidade que está a causar muita revolta e polémica no setor TVDE. A Uber, a empresa de mobiilidade mais utilizada por cá, lançou uma funcionalidade que permite aos motoristas definirem as tarifas com as quais querem trabalhar.

Embora no papel pareça promissor, na prática não é bem assim. Uma vez que a tarifa base da Uber é 1x, variando consoante a procura, o que é perfeitamente natural, a nova funcionalidade permite que os motoristas trabalhem abaixo desse tarifa base, podendo defini-la até um mínimo de 0.7x.

O objetivo da Uber é que, com isto, os motoristas acabem por ter mais serviço, mas a verdade é que, trabalhando com valores inferiores, os parceiros Uber têm de passar ainda mais tempo ao volante para igualar valores que faziam antes desta novidade entrar em funcionamento.

Em vários grupos de Facebook, é notória a revolta com esta funcionalidade, com muitos a referirem que não compensa trabalhar por valores mais baixos do que o habitual, até porque a comissão da Uber não é proporcional à descida ou subida da tarifa.

Nos mesmos grupos, há já quem promova várias estratégias. Uma delas passa por fazer com que os motoristas desliguem as outras apps, fazendo com que os clientes fiquem obrigados a utilizar a Uber por falta de alternativas. Há também quem peça para que todos, sem exceção, definam uma tarifa superior.

Infelizmente, é impossível fazer com que todos concordem a 100% com a ideia. Nem todos os motoristas trabalham da mesma forma, pelo que há sempre quem vá aproveitar tarifas inferiores ao valor base para ter pedidos de viagens.

Em todo o caso, esta é um problema real e que está a causar bastante polémica. Um motorista deu o seu testemunho ao Echo Boomer e, se antes faturava por dia cerca de 70/80€ na Uber, com esta alteração não está a conseguir faturar mais de 30€ por dia.

Isto explica-se facilmente: como os motoristas conseguem agora definir a tarifa, os clientes acabam por comparar os preços com as outras aplicações. E, ao constatarem que os preços praticados pela Uber são inferiores aos da Free Now ou Bolt, então é fácil perceber qual será a app predileta para viagens.

O Echo Boomer teve também acesso a uma imagem, que não podemos divulgar, mas onde indicava uma tarifa base de 0,90€… quando o próprio motorista definiu uma tarifa mínima de 1€. É estranho.

Há também um áudio a circular, ao qual tivemos acesso, que dá conta de um testemunho de um motorista Uber que revela que o algoritmo da aplicação está a ignorar viagens a quem defina tarifas de 1.1x ou superior, definindo como prioridade os motoristas que colocam a tarifa 0.7x.

Nesse mesmo áudio, o parceiro Uber conta um testemunho real, uma vez que fez testes antes desta funcionalidade ficar ativa para todos: na zona de Palmela, onde só estava um carro online, esse mesmo veículo tinha um tarifa de 1.3x. O cliente, a cerca de um quilómetro de distância desse mesmo carro, fez o pedido… e o que aconteceu? A app somente dava alerta de pedido a carros localizados na Quinta do Conde, Azeitão, Setúbal, ou seja, bem mais afastados, mas nunca a este veículo em específico. Tudo devido à tarifa. Contudo, assim que diminuiu a tarifa para 1.0x, a app já “descobriu” esse carro.

Mais grave ainda é o facto deste mesmo motorista referir que, em determinada situação, em que somente existia o seu carro na zona, com tarifa de 1.1x, a aplicação referir ao cliente que não existiam carros na zona. Ao descer a tarifa para 1.0x, o veículo passou a surgir na app.

Sim, existem várias imagens a circular nas redes sociais de que dão conta de viagens com tarifas altas, mas, para este motorista, não passam de “migalhas”, até porque não são, de todo, frequentes.

Os motoristas falam em manipulação por parte da Uber e que tal situação deve ser reportada ao regulador. Não se sabe ao certo se esta funcionalidade ficará em funcionamento devido às queixas por parte de quem conduz, mas o objetivo da empresa é de expandir esta possibilidade de definir tarifas a todo o país.

18 Comentários

  1. Concordo com a liberdade de tarifas, mas nâo baixar de 1x e não limitar a 2x para cima.
    Assim cada um poderia decidir o que queria ganhar!!

  2. Nós optámos por não baixar as tarifas de x1.0 e não vamos mexer nas tarifas.
    Estamos a ser enganados pela Uber, para nos levar a baixar as tarifas. A Uber está-se a borrifar se as nossas empresas sobrevivem ou se os nossos motoristas conseguem ganhar algum dinheiro decente ao final do mês.
    Se todos alinharem em não baixar, todos ganhamos, pois a Uber não consegue baixar as tarifas, e para ser competitiva terá que mexer, por exemplo, nas comissões absurdas que nos cobra.
    Se cada um achar que baixando a tarifa vai ganhar mais, talvez até ganhe mais, mas só por uns dias ou até rebentar (ou os motoristas se fartarem de estar a trabalhar e não levar dinheiro nenhum para casa).
    Desde esta mudança já tivemos dias em que houve motoristas nossos sem uma única chamada da Uber, mas felizmente todos concordam que a única solução é não baixar para podermos sobreviver. Apelamos a todos que façam o mesmo.
    Se virmos o que aconteceu da última vez que a Uber baixou as tarifas, foi que simplesmente predemos receita, não ganhámos mais viagens.
    O que a Uber fez desta vez, foi dar aos motoristas/parceiros a opção de baixar as tarifas (utilizando uma comunicação que até fazia parecer que isto era boa). Na prática o que acontece é que nós baixamos, e se todos baixarem, o novo valor passa a ser 0.7 do que era antes, sem que isso nos traga mais viagens. Daqui a uns dias a Uber lembra-se, e como já está tudo a 0.7, passa o limite para 0.6 e assim sucessivamente. Qual será o limite?
    E que tal a Uber baixar a comissão que nos cobra e assim terem valores mais competitivos para os Clientes?
    A Uber com isto só se vai afundar ainda mais e acelerar a rapidez com que vai estoirar. Pelo caminho destroi o mercado e esta atividade, pois pode promover a baixa de tarifas nas outras plataformas, e isso é o nosso fim …

  3. Lembro-me que fazia no minimo 100€ liquidos por dia em cerca de 9 horas de trabalho. Pagava 250€ por semana do carro, 100€ por mês na contabilidade cerca de 140€ de gasóleo por semana mais cerca de 20 a 30€ por semana em limpesa.
    Portanto tinha uma despesa na ordem dos 440€ por semana. Pelo menos conseguia no minimo 600€ por mês que dai tenho que pagar iva e seg. Social. Nos meses mais fortes cheguei a ter um lucro 800€ por mês.
    Agora pago do carro 175€ por semana, como tenho menos viagens 90€ de gasóleo por semana e com 10 horas de trabalho vejo-me aflito para fazer 70 €
    Por causa desta situação não consigo pagar iva nem segurança social. E nem consigo ajudar com as contas em casa.
    Continuo nesta profissão só para poder ganhar umas coroas porque é aquilo que realmente ganhamos, e porque não posso trabalhar na minha profissão por motivos de saude. Também sou novo para a reforma e velho para conseguir um emprego.
    É a triste realidade de um motorista TVDE, somos tantos agora que abusão da nossa fraquesa e nem nós ganhamos nem a classe dos Taxis ganha. Isto ficou um pandemônio
    Os mais novos que ainda vivem em casa dos pais, para esses val a pena, para quem tem uma familia para sustentar e uma renda de casa para pagar é muito complicado

  4. O problema não só de agora,desde que se tornou em TVDE perdemos no cálculo do preço fixo,sempre calculado abaixo,depois disso baixaram a tarifa e o tempo por min,e agora mais esta táctica para reduzir ainda mais.Nao temos uma entidade a controlar isto,deixaram o nr de motoristas aumentar de 4500 para quase 25mil em poucos meses,agora são uns 28mil.A cobrar uma comissão de 25% interessa ter cada vez mais,sem haver preocupação se há faturação para todos.Como deixou de haver viagens suficientes para tantos motoristas,a App deixou de funcionar de forma aleatória como devia,as viagens agora são distribuídas mediante a faturação de cada um.Deixou de ser rentável,na prática ganhasse aquilo que é estipulado pela App,para algo onde se tem que criar uma empresa,acho que não faz sentido.Deviam ter mantido um equilíbrio entre o nr de motoristas relativo ao nr de clientes para garantir sempre uma faturação suficiente a cada parceiro.
    Nunca houve uma preocupação relativamente aos parceiros e aos seus ganhos,nos últimos 2 anos e meio houve uma perda de 40% na margem lucro.
    Serviço TVDE tem vindo a perder a qualidade que tinha derivado as suas escolhas de motoristas,pessoas sem qualquer formação,muitos compram a licença.Vemos nos últimos tempos uma grande afluencia de pessoas vindas do ramo da agricultura de origem indiana e paquistanesa sem qualquer conhecimento de português,sendo o português fundamental para passar nos exames da formação.Ve-se cada vez mais ilegalidades neste ramo desde licenças falsas,contas falsificadas,seguros falsos,etc,etc…
    O governo deixou o sector entregue há sorte,as Apps fizeram o que quiseram,aumentaram as suas faturacoes há custa do nr demasiado elevado de motoristas.Agora não há trabalho nem para metade

  5. A culpa é da AI! Ela é que decide tudo! Até as decisões estratégicas da empresa! Estão muito á frente…continuamos a ser escravos! Não levamos é com o chicote, não dormimos á chuva e come-se razoavelmente melhor pois de resto és explorado na mesma. Uns dão conta porque recebem pouco, outros dão conta mais tarde e a outros níveis apenas porque tem melhores condições de vida…mas a escravidão continua! Agora o chicote é o dinheiro. Enquanto este sistema político-financeiro, já mais que gasto e velho, continuar a ditar as regras da nossa mete neolítica de caçador-recolector não vamos a lado nenhum como espécie super-predadora que somos! Já deveríamos estar a conquistar o sistema solar mais próximo do nosso e ainda andamos aqui às turras uns com os outros por causa do dinheiro e do poder! Vamos morrer sufocados em dinheiro sem nada para comer e beber….

    • Vamos comer máscaras não tarda muito.
      O governo não faz nada porque precisa dos preços baixos da UBER para os turistas.
      Nós Portugueses somos apenas números.

  6. O que falta dizer nesta reportagem é que os valores cobrados ao cliente são os mesmos (1.0) de sepre, quem está a ficar com o dinheiro tirado aos motoristas é a Uber.

  7. Boa tarde concordo com tudo o que é descrito atrás a única coisa que alterava é que devíamos desligar a Uber por tempo indeterminado o só trabalhar com as outras plataformas aí sim na minha opinião iríamos causar danos até porque o valor que a Uber diz que nos cobra de comissão (25%) não é real pois eles retiram os 25% sobre o valor bruto que o cliente paga com os 6% do iva incluídos 6% esses que nós temos de entregar ao estado enfim fazem o que querem e lhes apetece.

  8. Falta de respeito após a lei sair ! Os seguros dispararam 100% ,os custos da operação não cobre os ganhos ….
    TVDE está em decadência a uma velocidade vertiginosa..

  9. É uma vergonha gozar com quem trabalha dia e noite não só por dinheiro como pra dar um bom serviço aos clientes.
    Agora nesta altura de pouca facturação mundial fazem uma coisa destas…Pra mim só tem um nome gozar com que dá o litro pra levar as migalhas deles pra casa.

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,357FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
653SeguidoresSeguir

Relacionados

Uber quer ser uma plataforma com zero emissões até 2040

Tal significa que 100% das viagens serão realizadas através de Veículos Zero Emissões (VZE), transportes públicos e da micromobilidade.

Uber acabou com a recomendação de novos clientes?

A opção de convidar novos membros simplesmente desapareceu.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Crítica – Mank

Mank é uma homenagem bonita de David Fincher a Citizen Kane, que deixaria o seu pai tremendamente orgulhoso. Tecnicamente perto da perfeição, mas com alguns problemas narrativos.

Fórmula 1 – Grande Prémio do Bahrain mostra a importância do Halo

O impressionante acidente que deixou o carro de Romain Grosjean em chamas relembra a importância do Halo e de todas as medidas de segurança na prova rainha do desporto automóvel.

Análise – The Pathless

Despido de excessos, The Pathless apresenta um dos mundos abertos mais convidativos e misteriosos à exploração.