The Outsider, uma série tão boa que nem podes falar sobre ela

E se existisse uma pessoa exatamente igual a ti? Uma espécie de doppelgänger. E se os pesadelos das crianças que conheces forem mais reais do que a realidade que consegues enxergar? E se aquilo que tu vês não fizer sentido? Como é que reages face àquilo que te descreveram como impossível?

- Publicidade -

A realidade é algo frágil. Mudam-se alguns detalhes e as pessoas não sabem o que fazer com o sistema de ideias e crenças que passaram uma vida a construir. The Outsider é um pouco sobre isto, mas também tem suspense, mortes, vinganças pessoais e atores que sabem o que estão a fazer.

Contudo, acho que, quanto menos souberem sobre The Outsider, mais vão gostar, e isso é problemático porque estou a escrever um crítica sobre o assunto. Por isso, só vejo duas soluções possíveis: ou paro imediatamente de escrever ou passo a dizer coisas ambíguas que vos incitem a ver a série. A questão é: Como é que eu faço isso? Não sei. Mas vou tentar descobrir.

Uma vez li uma coisa que não sei se é verdade ou não, mas vou deixar-vos decidir. Era um estudo que dizia que a maioria das pessoas não muda as suas convicções, mesmo que sejam apresentados factos que as defraudem. Ou seja, a expressão “contra factos não há argumentos” é uma ilusão. Assumindo que o estudo tem razão de ser, todos temos argumentos quando os factos não se encaixam na narrativa em que acreditamos. Pois bem, na série há coisas que acontecem que não se encaixam naquilo que as pessoas foram levadas a acreditar e, por isso, acontecimentos que podiam ser evitados, transformam-se em tragédias.

Além disto, em The Outsider verifica-se a presença duma verdade que é aparentemente irrefutável: o mundo tem pressa. O mundo tem pressa para julgar, sentenciar e castigar. A burocracia e os procedimentos têm prioridade e a verdade tem de ser facilmente digerida. Não há tempo para ponderar sobre a plausibilidade das situações. As pessoas querem respostas que se enquadrem nos limites das suas perceções. E isso é a morte de muitos.

The Outsider faz-nos pensar sobre o que poderá ser e esta incerteza é emocionante. Manipula a nossa ignorância e nós até gostamos. Por conseguinte, vejam e deixem-se enganar pelas vossas próprias suposições.

The Outsider está disponível na HBO Portugal.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Crítica – The Conjuring: The Devil Made Me Do It

The Conjuring: The Devil Made Me Do It é, sem dúvida, a parte mais fraca da trilogia, mas continua bem longe do nível de "horrível" dos piores filmes desta saga de horror.

Crítica – A Quiet Place Part II

A Quiet Place Part II é "menos" do que o seu antecessor em quase todos os elementos, mas continua a ser uma das melhores sequelas do género de horror.

Crítica – Friends: The Reunion

A reunião de amigos mais desejada da história da televisão que muitos queriam, mas que poucos sabiam que precisavam, está aí e é memorável.

Crítica – A Quiet Place (2018)

A Quiet Place permanece emocionalmente impactante, assim como incrivelmente tenso e repleto de suspense, mesmo após múltiplas visualizações.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Há uma nova loja Meu Super no Sardoal

É a 22ª loja Meu Super no distrito de Santarém.

Grupo Accor abre novo hotel Mercure em Fátima

Situado a cinco minutos a pé do Santuário de Fátima.