Testes rápidos à COVID-19 voltam a ser gratuitos a partir de 19 de novembro

- Publicidade -

Isto numa altura em que os casos têm estado a aumentar.

Foi no passado mês de setembro que o Ministério da Saúde revelou que os testes rápidos de antigénio à COVID-19 iriam deixar de ser gratuitos, numa decisão justificada pelo facto de Portugal, na altura, estar prestes a atingir 85% da população com a vacinação completa. Essa comparticipação acabou a 1 de outubro, mas vai agora voltar ao ativo já esta sexta-feira, dia 19 de novembro.

À Lusa, o Ministério da Saúde garantiu que os testes rápidos de antigénio efetuados nas farmácias e laboratórios aderentes ao regime excecional de comparticipação vão voltar a ser gratuitos, sendo que os moldes de funcionamento são os mesmos que anteriormente: comparticipação limitada ao máximo de quatro testes por mês e por utente.

Este regresso dos testes gratuitos deve-se à atual situação epidemiológica, numa altura em que se espera que, em breve, Portugal contabilize cerca de 2.000 casos positivos por dia.

Recorde-se que, apesar deste mês e pouco sem testes comparticipados, algumas câmaras municipais tinham continuado a disponibilizar testes grátis, como tem sido o caso da Câmara Municipal de Lisboa.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Relacionados

- Publicidade -

Mais recentes