fbpx

Cuco, Dino D’Santiago e Mansionair no Super Bock em Stock

Um dos pontos fortes do Super Bock em Stock sempre foi o ecletismo das propostas, enquanto festival que procura sempre ir apontando os caminhos do futuro. As três novas confirmações para a edição deste ano do festival que regressa à Avenida da Liberdade, em Lisboa, nos dias 23 e 24 de novembro, são exemplo disso: Cuco, Dino D’Santiago e Mansionair.

Omar Banos, que viria a tornar-se Cuco para o mundo da música, é um jovem que cresceu na Califórnia, a ouvir rappers como MC Magic e Baby Bash (referências que perduram), e hoje é uma das grandes promessas da música alternativa a nível mundial. A mixtape de estreia, editada em 2016, garantiu-lhe uma base de fãs que o segue fielmente desde então. Já a mixtape Songs4u, editada em 2017, deu-lhe ainda mais importância.

Durante vários anos, Dino D’Santiago foi o vocalista ideal de uma geração de bandas portuguesas de música hip hop e r&b. Eva, editado em 2013, foi aclamado pela crítica e mostrou essa relação com a música cabo-verdiana, a música que os pais lhe deram para ouvir quando ainda era criança.

Hoje o artista dedica o seu talento a unir as tradicionais morna, batuku e funaná ao r&b contemporâneo e à música eletrónica progressiva. “Nôs Funaná” e “Nova Lisboa” são os temas que servem de apresentação e antecipam o novo álbum de originais de Dino D’Santiago, registo ainda sem título, mas com edição agendada para o outono de 2018.

Tudo começou em 2014, quando o vocalista Jack Frogatt se juntou ao guitarrista Lachlan Bostock e ao baterista Alex Nicholls, ambos produtores talentosos e com vontade de arriscar. Logo começaram a aparecer as primeiras canções, autênticas pérolas pop adornadas por sintetizadores e com um irresistível toque de R&B. O grande sucesso chegou com “Hold Me Down”, que alcançou milhões de visualizações em pouco tempo, deixando o público rendido a um falsete que é difícil de tirar da cabeça. Os EPs Hold Me Down e Pick Me Up reforçaram as melhores impressões que a banda já havia deixado – algo que continua a acontecer com os singles mais recentes destes australianos.

O bilhete único válido para os dois dias do Super Bock em Stock encontra-se à venda nos locais habituais, pelo preço de 45€, passando a 50€ nos dias do festival.

Já confirmados: Birds Are Indie, Cavalheiro, Charles Watson, Conan Osiris, Cuco, Conner Youngblood, Dino D’Santiago, Elvis Perkins, Éme, Holly Miranda, Iguanas, Johnny Marr, Jungle, Mansionair, Nakhane, Natalie Prass, Rejjie Snow, Still Corners, The Harpoonist and the Axe Murderer, The Saxophones, Tim Bernardes e U.S. Girls.


 

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,778FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
628SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Festival Gastronomia de Bordo acontece em Peniche já em outubro

Este ano, o festival Gastronomia de Bordo em Peniche adaptou-se às novas circunstâncias e fica circunscrito à experimentação dos pratos em apenas alguns restaurantes.

Clã, David Fonseca e Lena D’Água vão atuar no FNAC Live Box Edition

A entrada, como é habitual neste festival da FNAC, é gratuita.

Circle Jerks estream-se em Portugal em julho do próximo ano

A novidade foi avançada pela promotora Hell Xis Agency.
- Publicidade -

Mais Recentes

Celebra o aniversário do Batman com o LEGO do seu Batwing

O novo set de coleção é inspirado no icónico veiculo do filme de 1989.

Câmara Municipal de Lisboa vai continuar a apostar em água reutilizada para lavar as ruas e regar espaços verdes

A Câmara Municipal de Lisboa aprovou a proposta para a construção da Rede de Água Reutilizada de Lisboa na Zona Ribeirinha e Bairro Alto.