O Echo Boomer vai cobrir o Festival Sundance 2021

2021 pode vir a ser um ano ainda mais complicado que o anterior, mas janeiro guardou uma surpresa gigante para mim.

Sundance 2021
- Publicidade -

Tive a sorte e o privilégio de obter aprovação de imprensa para cobrir a edição (online) deste ano do Sundance, um dos festivais de cinema mais importantes e influentes da atualidade.

Não tenho palavras suficientes para descrever a minha felicidade tremenda por ter a oportunidade de (finalmente) participar num festival internacional, mesmo que seja apenas virtualmente. Este artigo é o primeiro de muitos que publicarei ao longo dos próximos dias. Irei explicar o meu sistema de cobertura, assim como partilhar uma pequena lista dos meus filmes mais antecipados sem elaborar muito.

Assim que a programação do Sundance 2021 oficial foi anunciada, as semanas seguintes foram dedicadas a planear o tipo de cobertura que faria. O plano atual consiste em assistir a 20 longas-metragens em estreias e on-demand (um dia depois). Assim, espero ter tempo suficiente para escrever críticas para todos os filmes individualmente, mas estas serão mais curtas que o habitual. Estas críticas serão “completadas” na manhã seguinte (se considerar que a minha opinião necessita urgentemente de mais palavras) ou pouco antes da primeira data pública de lançamento (independentemente do país).

Portanto, se tudo correr bem, poderei publicar as minhas opiniões sobre todos os filmes que vejo todos os dias, aproximadamente uma hora após o fim de uma sessão e antes do início da próxima. Também irei partilhar um artigo do género “Dia X” durante as manhãs, onde assinalo os filmes que assisti no dia anterior com um link para a crítica respetiva.

Para além disto tudo, apesar de documentários e curtas-metragens não fazerem parte da minha cobertura, vou tentar apanhar algumas obras nas (poucas) horas livres. Se for capaz disso, definitivamente escreverei um resumo dos que mais me impactaram positivamente.

Basicamente, podem contar com 20 críticas de longas-metragens + 5/6 artigos diários género sumário. Terminarei com um artigo final sobre a experiência em geral, bem como os meus filmes favoritos do festival. Espero que gostem desta cobertura e, se também estiverem para participar no festival, desejo-vos um fim-de-semana prolongado espetacular!

Filmes mais antecipados:

  • Judas and the Black Messiah
  • CODA
  • Passing
  • Land
  • Prisoners of the Ghostland
  • The Dog Who Wouldn’t Be Quiet
  • Mass
  • Prime Time
  • Human Factors
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Crítica – King Richard

King Richard não é apenas um dos meus filmes favoritos do ano, mas também uma das melhores biopics que já testemunhei.

The Matrix Resurrections – Crítica

The Matrix Resurrections é uma das maiores desilusões pessoais do ano. Lana Wachowski oferece um filme surpreendentemente meta e autoconsciente sobre a trilogia original repleta com ideias ousadas e fascinantes, mas com uma execução absolutamente terrível.

Sim, também é necessário teste negativo para ir ao cinema

Contudo, apostem nos autotestes e façam-nos nos locais sob a supervisão de um colaborador.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

LELO Tiani 3, um brinquedo pensado para o co-op

O LELO Tiani 3 é um brinquedo sexual, ou vibrador, pensado para casais e que promete intensificar a relação.

Lidl distinguido como uma das melhores empresas para trabalhar em Portugal

Internacionalmente, o Top Employer 2022 foi alcançado pelo Lidl em 25 países, o que atesta a transversalidade de boas práticas do Grupo Schwarz.