“Subsolo”, a nova websérie da RTP estreia amanhã

- Publicidade -

Depois de “Amnésia” e “#CasaDoCais”, “Subsolo” é a próxima websérie a sair do RTP Lab, um laboratório criativo e experimental criado pela estação pública para a concepção de séries orientadas para os mais jovens. Será uma série igual a tantas outras, mas com a diferença de não chegar à televisão, daí o termo websérie. Estreia já amanhã, dia 31 de janeiro.

A ideia desta produção portuguesa surgiu a partir de várias conversas e da leitura de vários artigos sobre o suposto surgimento de uma nova geração. Os criadores quiseram incitar um diálogo sobre uma geração nascida depois de 1990, que cresceu a ouvir que era especial e que lhe esperavam possibilidades infinitas de sucesso, uma garantia de estabilidade e de triunfos profissionais e pessoais, alimentando-se uma identidade de protagonista.

Ou seja, “Subsolo” propõe-se a falar sobre este jovens, quase-adultos, mas ainda adolescentes, que, após duas décadas de protecção se vêem, agora, lançados para o mundo, apercebendo-se de que são só mais um, num mundo rápido e competitivo em que, apenas, numa atmosfera alternativa, numa busca pela legitimação alheia, se consideram capazes dese distinguir.

Nesta websérie, outros dos objetivos era, também, trabalhar com uma nova geração de atores, menos conhecidos no panorama nacional, trazendo para as personagens e para a série as suas próprias experiências e visões sobre Lisboa, algo essencial para o desenvolvimento de uma perspetiva sincera e despretensiosa sobre um universo alternativo de Lisboa, o que, por si só, também estará latente nos próprios meios e equipa de produção.

Em “Subsolo”, cada episódio é centrado numa personagem: Rúben (Tomás Cabeleira), João (Francisco Belard), Nazim (Jadeja Pradeepsinh), Margarida (Francisca Salvado) e Júlia (Diana Narciso). Os protagonistas vão sendo envolvidos pelo ambiente dos próprios espaços que frequentam e pela excitação na construção da sua imagem numa perspetiva futura, cruzando olhares e caminhos uns com os outros, ou não chegando, de todo, a conhecer-se.

É a primeira série escrita, realizada e produzida pela VIDEOLOTION, sendo que cada episódio é realizado por cada um dos protagonistas. Os cinco episódios têm entre 12 a 14 minutos cada e poderão ser vistos de seguida, num total de cerca de uma hora, na RTP Play e YouTube.


 

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

RTP estreia documentário sobre os bastidores de Bem Bom

A realizadora Patrícia Sequeira e as quatro protagonistas, Bárbara Branco, Carolina Carvalho, Ana Marta Ferreira e Lia Carvalho, falam da experiência vivida ao longo de toda a produção.

Crimes Submersos. RTP coproduz nova série que junta atores espanhóis e portugueses

É uma coprodução da RTP com a RTVE e as produtoras Coral Europa e Atlantia Media.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

EN4 entre Pegões e Vendas Novas vai ser requalificada

Tudo para melhorar as condições de circulação e segurança neste troço.

Reportagem NOS Alive 2022 (Dia 1) – O regresso ao sítio do costume, mas com menos gente

Apesar da afluência ser inferior ao normal, os concertos não deixaram a desejar.