Stay Home Socks. Quem comprar estas meias está a ajudar o Serviço Nacional de Saúde

Precisam de umas meias, mas ao mesmo tempo gostavam de apoiar o Serviço Nacional de Saúde? A junção parece estranha, mas a verdade é que é possível. Essa é a proposta da marca portuguesa SOCKAPRO, que acaba de lançar as Stay Home Socks, meias solidárias cuja parte do valor de compra reverte a favor do SNS.

- Publicidade -

Podem optar por packs de três pares (5€, sendo que 0,50€ revertem para o SNS), cinco pares (7€, sendo que 1€ reverte para o SNS) ou nove pares de meias (9€, sendo que 1,50€ reverte para o SNS), existentes em diferentes tamanhos (vai do 25 ao 44). Podem efetuar a vossa encomenda no site oficial da marca, sendo que o envio é gratuito (não existe valor mínimo de encomenda).

A marca desafia ainda os portugueses a mostrarem os seus dotes desportivos e artísticos no Instagram utilizando apenas pares de meias.

A SOCKAPRO, marca que produz as meias Stay Home Socks, é uma empresa portuguesa que nasceu em 2017. A produção é feita em parceria com a Campos & Campos, a maior fábrica de meias da Europa, em Vila Nova de Famalicão.

Fonte:SOCKAPRO
- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Happy Socks lança novas meias em parceria com a Disney mesmo a tempo do Natal

Oferecer ou receber meias já não tem de ser tão aborrecido.

Atenção, anda a circular um email falso que se faz passar pelo Serviço Nacional de Saúde

Está a circular um novo email fraudulento que quer fazer acreditar que o Ministério da Defesa da China desenvolveu com êxito uma vacina contra o novo coronavírus, parecendo tratar-se de algo enviado pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Happy Socks já tem uma loja dedicada em Lisboa

A loja, inaugurada no passado dia 17 de dezembro, conta com cerca de 20 m2, fica localizada no número 41 da Rua Garrett, no Chiado, em Lisboa, e tem dezenas e dezenas de meias bem catitas.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Fórmula 1 – Grande Prémio de França com furos na estratégia da Mercedes

A Fórmula 1 voltou ao circuito Paul Ricard com a edição de 2021 do Grande Prémio de França e, se durante os treinos e qualificação, ficou a ideia que os Pirelli podiam sair furados novamente, afinal foi a estratégia da Mercedes que saiu feita em pedaços. No fim, quem festejou foi a Red Bull: vitória de Max Verstappen e 3º lugar para Sergio Pérez.

Mais antiga praça de touros de Portugal dará lugar a um centro cultural

O projeto é da Zaratan, uma associação de arte arte sediada em Lisboa.

Rede regional dos Açores vai ter nove novos percursos pedestres

Os municípios e juntas de freguesa têm agora 12 meses para implementar os traçados aprovados.