Startup portuguesa cria solução para dar gorjetas sem ser preciso uma app dedicada

Escusado será dizer que também não é preciso tocar em dinheiro.

gorjetas
- Publicidade -

Agora que (quase) tudo na restauração e hotelaria passou a ser digital e contactless, também já é possível dar gorjetas em restaurantes e hotéis de forma totalmente digital.

Através do sistema de feedback desenvolvido pela startup portuguesa Classihy, em que o cliente pode avaliar cada funcionário individualmente mas sempre pela positiva, é agora possível também gratificá-lo digitalmente. Assim, as clássicas “gorjetas” que eram dadas em dinheiro passam a estar à distância de um QR Code.

Para tal, apenas têm que identificar o funcionário que vos atendeu (o nome e fotografia estão visíveis na Classihy) e o método de pagamento (cartão multibanco ou Apple Pay e Google Pay). As gratificações estão pré-definidas e começam em 2€, mas podem ir até 100€. O dinheiro é colocado na conta de cada colaborador na Classihy, que pode pedir a transferência para a sua conta a qualquer momento. Os funcionários não pagam qualquer comissão para ter acesso a este serviço, apenas são descontados 5% para cobrir os custos relacionados com as transações bancárias e a manutenção da conta.

Para além das gratificações simplificadas, cada colaborador pode, no seu perfil, definir objetivos pessoais para este dinheiro e torná-los públicos para que os clientes que visualizam o seu perfil terem conhecimento dos mesmos. Estes objetivos, caso o funcionário os deseje estabelecer, são definidos por categorias e podem ter valores-objetivo.

Os clientes podem decidir oferecer uma parte do objetivo de cada colaborador ou o montante correspondente ao valor que ainda está em falta. Neste caso, o colaborador poderá pedir a transferência desse valor para a sua conta apenas quando tiver completado o objetivo.

Para quem pretender experimentar esta nova forma de gratificar, já podem fazê-lo em dois espaços em Lisboa: o Tapas Bar 52 no Príncipe Real e o Restaurante da Associação Naval de Lisboa na Doca de Belém.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Startup cria solução nutritiva e sustentável graças a grilos

Uma farinha alimentar obtida a partir de insetos é o que propõe o projeto Sustainable Protein da startup portuguesa...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

LENNA. Nova marca aposta em sapatos vegan, sustentáveis e feitos em Portugal

Na verdade, trata-se de uma fusão entre alpercatas e ténis. E é bem provável que tenhamos aqui a sensação do verão.