Série original de Mobile Suit Gundam chegou ao Crunchyroll

Nunca tiveram oportunidade de experienciar um verdadeiro clássico? Então esta é a altura indicada.

Mobile Suit Gundam
- Publicidade -

Quem é mega fã de animes certamente que conhece a Crunchyroll, plataforma que foi recentemente adquirida pela Sony Pictures Entertainment, no que se espera que seja uma fusão com o serviço Funimation, que não está disponível na Europa. Embora não se saiba bem o que vai acontecer, existe a esperança de que a compra da plataforma signifique a expansão para países onde a Crunchyroll funciona, como é o caso de Portugal.

Mas não é disso que vos queremos falar. É, sim, de uma série clássica de animação. Referimo-nos a Mobile Suit Gundam, de Yoshiyuki Tomino, pois claro. Tendo surgido em 1979, a verdade é que Mobile Suit Gundam não teve lá muito sucesso quando foi apresentado pela primeira vez no pequeno ecrã, tendo registado fracas audiências. Porém, tudo mudou quando a Bandai adquiriu os direitos para produzir bonecos dos robôs gigantes.

Na Crunchyroll, terão acesso a 42 episódios, podendo escolher vê-los em Japonês ou dobrados em Inglês. No que toca a legendas, têm à disposição Português do Brasil. Estranhamos, porém, o porquê de não estar disponível o episódio 43, que termina a série. Esperemos que venha a ser disponibilizado em breve.

Melhor de tudo? Mesmo que não tenham uma subscrição paga, podem ver gratuitamente estes episódios. Contudo, aconselhamos a que adquiram uma conta premium e dividam o valor com amigos. É que a versão gratuita, apesar de funcionar, apresenta demasiada publicidade ao longo dos episódios, tornando-se bastante incomodativa.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

12,931FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
656SeguidoresSeguir

Relacionados

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

EatTasty acaba de ficar disponível no Porto

Disponível tanto ao almoço como ao jantar.

O FPS retro nacional Exophobia está a caminho do PC e das consolas

Há mais uma produção portuguesa a não perder.