- Publicidade -

Afinal, o Samsung Galaxy Z Flip tem ou não vidro no ecrã?

-

- Publicidade -

Quando aconteceu a revelação oficial do muito antecipado Galaxy Z Flip, a Samsung fez questão de referir que o mesmo “combina um ecrã Infinity Flex (flexível infinito) com vidro ultrafino (UTG), que possui propriedades dobráveis, tornando-o mais fino com uma aparência elegante e premium que nunca vista num dispositivo dobrável antes”. Porém, um famoso youtuber veio agora dizer que a marca sul-coreana está a usar vidro falso.

Falamos, claro, de Zack Nelson, dono do canal JerryRigEverything, que fez o já mais que conhecido teste de resistência ao novo dobrável da Samsung. Spoiler alert: o smartphone falhou em quase todos os aspetos.

No vídeo que podem ver aqui em baixo, Nelson aponta o dedo à Samsung, dizendo que esta mente quando diz usar vidro ultrafino quando, na verdade, o ecrã do Z Flip começa a ficar com riscos no nível 2 (escala vai até 10), mesmo nível em que os ecrãs de plástico começam a riscar.

Aliás, uma simples unha chega para deixar mazelas no ecrã deste Galaxy Z Flip. É grave.

Entretanto, a Samsung, quando confrontada com este assunto, respondeu ao The Verge, e, apesar de Nelson ter o seu q.b. de razão, o que acontece é que, por cima do vidro ultrafino, está uma camada extra de proteção que é tão durável quanto um simples protetor de plástico.

Na prática, isto quer dizer que os nossos dedos não estão mesmo a interagir com vidro, mas sim com essa tal camada adicional. Infelizmente, é uma evidência que demonstra que, de facto, o ecrã é muito pouco resistente.

O mesmo site questionou ainda a Samsung se este Z Flip teria o mesmo programa de substituição do ecrã, à semelhança do que aconteceu com o Galaxy Fold. E a verdade é que, embora não tenhamos detalhes sobre a existência de tal iniciativa em Portugal, sabe-se que, nos Estados Unidos, os donos do dobrável poderão ter uma substituição do ecrã por 119 doláres, podendo ainda contar com um bom protetor de ecrã.

Em todo o caso, não deixa de ser algo frustrante um equipamento custar 1529,90€ e ser tão pouco resistente. Aliás, a própria Samsung não parece confiar muito no ecrã deste equipamento, uma vez que, quando se liga o equipamento pela primeira vez, a marca dá quase um “manual” de boas práticas para utilização deste dobrável.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

10,231FãsGostar
4,047SeguidoresSeguir
502SeguidoresSeguir

Mais Recentes

Boom Festival adiado para 2021

Assim, o BOOM Festival irá realizar-se entre os dias 22 e 29 de julho de 2021. A justificação é, obviamente, a pandemia de COVID-19.

Nómada Digital Summit é o primeiro evento gratuito e online sobre freelancing e trabalho remoto

De forma a desmistificar conceitos como Freelancing, Trabalho Remoto e Nomadismo Digital, decorrerá entre os dias 13 e 18 de abril a Nómada Digital Summit,

Produtos tecnológicos podem ter rotura de stock a partir de 8 de abril

É o que diz o KuantoKusta (KK), o maior comparador de preços em Portugal. Segundo a plataforma,...

Ezra Collective e Jordan Rakei saltam fora do cartaz do ID NO LIMITS 2020

Com toda a situação da COVID-19, muitos eventos têm vindo a ser adiados. Um deles, o ID NO LIMITS, que deveria realizar-se entre 3 e 4 de abril, irá agora acontecer de 13 a 14 de novembro.

Crítica – After Truth: Disinformation and the Cost of Fake News

After Truth explora a realidade americana e os efeitos que as notícias falsas têm na população e no país e, por extensão, no mundo.
- Publicidade -