RY X estreia-se em Portugal com concerto no NOS Alive

- Publicidade -

RY X, o nome artístico do australiano Ry Cuming, vai estrear-se em Portugal com um concerto a dia 12 de julho no Palco Sagres do NOS Alive’19.

Foi em 2010 que RY X revelou ao mundo o álbum de estreia homónimo, ainda sob o cognome Ry Cuming. Em 2013 lançou o EP Berlin e foi com o single-título que começou a chamar à atenção dos media.

Claro, o percurso musical mudou de rumo quando, em 2016, assumiu a alcunha RY X e lançou o disco Dawn, que lhe valeu rasgados elogios da crítica especializada. Em todos os seus trabalhos nota-se a influência de nomes como Pearl Jam e Jeff Buckley.

O mais recente longa duração, Unfurl, chega já a 15 de fevereiro, sendo precisamente esse o disco que o cantor e compositor vem apresentar a Portugal.



Artistas confirmados: Bob Moses (Club Set), Bon Iver, Cut Copy, Curadoria Bridgetown (Carla Prata, Dillaz, DJ Dadda, Nubai Soundsystem, Plutonio, Saint Jhn, Trace Nova e Lé Vie), Emicida, H.E.R, IDLES, Izal, Jorja Smith, Ornatos Violeta, Pip Blom, Robyn, RY X, Sharon Van Etten, Tash Sultana, The Chemical Brothers, The Cure, The Smashing Pumpkins, Vetusta Morla, Thom Yorke, Vampire Weekend, Vetusta Morla, Weezer e Xavier Rudd.

O NOS Alive’19 realiza-se a 11, 12 e 13 de julho de 2019 no Passeio Marítimo de Algés, em Lisboa. Os bilhetes já estão à venda por 60,98€ (bilhete diário) e 139,77€ (passe de três dias). À venda está também o Fã Pack FNAC.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

- Publicidade -

Relacionados

Música – Álbuns essenciais (janeiro 2022)

A primeira seleção de 2022 está aí e já temos um forte candidato a álbum do ano!

Festival Afro Nation anuncia novos nomes, entre os quais Chris Brown

A pré-venda dos bilhetes começa dia 27 de janeiro.

Ouve aqui o tema principal de The Batman

Michael Giacchino revela ao mundo a sua versão do tema do Batman.

Os 50 melhores álbuns de 2021

Após um 2020 que obrigou todo o mundo a ficar por casa, tinha a esperança que isso trouxesse muita diversidade de álbuns de qualidade. A minha intuição estava correcta, de facto!
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Lost Epic – Simples, mas Eficaz

Lost Epic não traz grandes ambições de se destacar no género, mas sim dar aos jogadores uma experiência sólida e quase sempre interessante.

Frogun – Agora é a vez dos fãs

Frogun é um simpático jogo de plataformas que peca ao apostar numa longevidade que revela progressivamente os seus maiores defeitos.

Severed Steel – A Lei da Bala

Rápido, implacável e viciante – assim é este regresso ao passado com Severed Steel.