Ruínas do Convento do Carmo vão receber os grandes clássicos do cinema italiano

É uma iniciativa da Festa do Cinema Italiano com a Ar de Filmes/Teatro do Bairro, que se unem para apresentar o ciclo CINEMA NAS RUÍNAS – A Grande Arte no Cinema e Clássicos do Cinema italiano. Assim, de 19 a 31 de agosto, às 21h30, as famosas ruínas do Convento do Carmo transformam-se numa sala de cinema bem diferente em Lisboa para exibir, por entre as colunas, grandes clássicos do cinema italiano.

Este ciclo divide-se em duas temáticas. A primeira é conhecida como A Grande Arte no Cinema, com filmes que se debruçam sobre as vidas e as obras dos maiores artistas do Renascimento – como Michelangelo, Caravaggio, Tintoretto – e outras obras que dão destaque a artistas mais contemporâneos – como Van Gogh, assim como a arte no tempo do nazismo.

Interessantemente, todas as sessões contarão com a apresentação de um critico de arte.



A segunda temática é a Clássicos do Cinema italiano, pelo que será possível (re)ver grandes obras do cinema clássico italiano, como Belíssima, de Luchino Visconti; Ontem, Hoje e Amanhã, de Vittorio De Sica; ou o amado Carteiro, de Pablo Neruda, entre outros. Todos estes filmes são exibidos na língua original, legendados em português.

Os bilhetes para cada sessão custam 8€ e estão à venda na BOL e na bilheteira instalada em frente ao Museu Arqueológico do Carmo.

- Publicidade -

Sigam-nos

10,558FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
610SeguidoresSeguir

Relacionados

- Publicidade -

Mais Recentes

ZenZoe. Chegou a Portugal o robô que desinfeta áreas e objetos propícios à transmissão de COVID-19

O ZenZoe foi desenvolvido pela ASTI Mobile Robotics, empresa de tecnologia e robótica sediada em Espanha,...

Crítica – The King Of Staten Island

The King Of Staten Island emprega uma fórmula muito conhecida (e demasiado utilizada) que se estende em demasia, mas Judd Apatow equilibra-a com um sentido de humor negro com a ajuda dos seus co-argumentistas.

Análise – Mr. Driller DrillLand

Uma remasterização do clássico de 2002 que pouco adiciona ao original no que toca a conteúdos.