Rótulos das cervejas Sagres são sustentáveis e 100% feitos de papel

Apostada em utilizar alternativas mais adequadas e amigas do ambiente, a Sagres fez saber que, agora, nas suas garrafas, utiliza somente rótulos ambientalmente sustentáveis. Estes rótulos são produzidos em 100% papel com certificação FSC, o que significa que provêm de uma gestão florestal responsável.

- Publicidade -

Os novos rótulos estão presentes nas garrafas de Sagres, com e sem álcool, contribuindo para uma escolha dos portugueses mais consciente e responsável.

Esta mudança demonstra a forte aposta da marca na adoção de práticas mais sustentáveis e amigas do ambiente, reduzindo o impacto ambiental nos seus produtos.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Too Good To Go já salva cervejas da Heineken, Sagres e outras marcas

Tudo marcas da Sociedade Central de Cervejas.

Sagres, Heineken ou Bohemia. Estas e outras marcas de cerveja vão chegar a casa dos lisboetas através do Uber Eats

A partir de amanhã, dia 17 de abril, será possível pedir uma série de marcas de cerveja da Sociedade Central de Cervejas através do Uber Eats.

Novos rolos de cozinha da Renova trazem embalagem de papel

Depois de, em 2018, ter iniciado o projeto de eliminação progressiva do plástico do portfólio, na altura com o...

L’Oréal criou tubo à base de papel para substituir algumas embalagens

Não quer isto dizer que, de momento, a marca vai já descartar o uso total do plástico, mas para...
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Fórmula 1 – Grande Prémio da Hungria fica para a história graças a um Alpine e a um Mercedes

O Grande Prémio da Hungria fica marcado por uma primeira volta cujos acontecimentos, proporcionados em grande parte pelo Mercedes nº 77, conseguiram meter 5 pilotos de fora, mas também pela vitória de Esteban Ocon e ainda por termos não um, mas dois carros da Williams nos pontos.

Preparem a carteira: Combustíveis voltam a aumentar de preço já amanhã

Começa a ser um mau hábito, mas os portugueses não conseguem fugir desta realidade.