Revolut introduz novo limite no Multibanco para membros não-pagantes

E há mais alterações a ter em conta.

Revolut Plus
- Publicidade -

Estão para chegar várias alterações ao Revolut relacionadas com as taxas de utilização do serviço. Num email enviado aos clientes, a fintech dá conta de várias mudanças que entram em vigor a 23 de abril.

Comecemos pelos levantamentos no Multibanco. Atualmente, existe um limite de 200€ em levantamentos no Multibanco no plano Standard, sendo que, após esse limite, é cobrada uma taxa de 2%. A partir de dia 23 de abril, os membros não-pagantes passam a ter um limite de cinco levantamentos no multibanco. Após este valor ser atingido, começará a ser cobrada uma taxa.

Este novo limite funciona independentemente do plafond mensal grátis de 200€. Significa que, assim que atingirem um dos plafonds, será cobrada uma taxa, mesmo que não atinjam o outro. E qual é essa taxa? Permanece nos 2%, contudo, o Revolut está a adicionar uma taxa mínima de 1€. Na prática, ou pagam 1€ ou 2% do levantamento, dependendo do valor mais elevado.

Para os membros do plano Plus, Premium ou Metal, apesar de não existirem limites de levantamentos no Multibanco, passam também a poder pagar a taxa mínima de 1€, dependendo, sempre, do valor levantando.

Já no que toca às transferências monetárias internacionais, entrarão em vigor alterações que apenas irão afetar os clientes que enviam dinheiro para fora da zona SEPA (a qual inclui países da Europa/EEE, Reino Unido e Suíça) ou se efetuarem uma transferência transfronteiriça numa outra moeda que não o Euro.

Atualmente, a Revolut oferece dois tipos de transferências internacionais: transferências “transfronteiriças” e pagamentos “SWIFT”. No caso dos clientes Standard e Plus, têm direito a uma transferência transfronteiriça grátis por mês, sendo que o custo posterior é de 0,5€ por transferência. Já as transferências SWIFT têm o custo de 3€ ou 5€, dependendo da moeda.

No caso dos clientes Premium e Metal, não pagam taxas em transferências transfronteiriças e têm direito a uma transferência SWIFT grátis por mês, sendo que o custo posterior é de 3€ ou 5€, dependendo da moeda.

A partir do dia 23 de abril, a Revolut irá combinar as transferências “transfronteiriças” e “SWIFT” numa única categoria transparente: “transferências internacionais”. Com esta novidade, significa que as taxas das transferências internacionais irão variar entre 0.3€ e 5€, dependendo do montante e do local da transferência.

Os membros Meta terão direito a três pagamentos internacionais sem taxas por mês, ao passo que os membros Premium têm direito somente a um pagamento internacional sem taxas por mês. No caso dos membros Standard e Plus, não possuem qualquer plafond de transferências sem taxas.

Finalmente, há também novidades no que toca à taxa de envio para cartões Revolut. Até agora, os termos da fintech confirmaram que, aos clientes do plano Standard, são cobrados 4,99€ para o envio normal, subindo para os 19,99€ para a entrega urgente. A taxa de envio pode ser superior dependendo do local para onde o cartão é enviado.

A partir de 23 de abril, a Revolut irá mostrar as taxas aplicáveis para a entrega normal ou urgente antes de encomendarem o cartão na app. Como sempre, a taxa de envio pode variar consoante o local para onde o cartão é enviado.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

13,036FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
790SeguidoresSeguir

Parceiros

Relacionados

Há 11 novos tokens de criptomoedas disponíveis na Revolut

Agora, a oferta é de 21 tokens para todos os utilizadores.

Revolut: Clientes não estão obrigados a declarar as contas no IRS 2021

Contudo, se fizeram investimentos e receberam mais-valias ou dividendos, deverão comunicá-los na declaração de rendimentos.

Clientes Revolut já podem aceder às suas contas através do PC

Está agora disponível uma web app online para clientes.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

A Padaria Portuguesa vai ter uma loja em Setúbal

A inauguração deverá acontecer no início de junho.

Fórmula 1 – Grande Prémio de Espanha: Lewis Hamilton ganha na estratégia

Depois de na qualificação de sábado ter conquistado a sua 100ª pole position, usou a melhor estratégia da Mercedes para vencer o Grande Prémio de Espanha e ficar assim apenas a duas vitórias de subir, também, pela 100ª vez ao lugar mais alto do pódio na Fórmula 1.

30 dias com o Dyson Airwrap: Um caso de amor à primeira vista

É um produto caro, sem dúvida, mas o Dyson Airwrap não falha no seu propósito. E tudo o que faz, faz bem.