- Publicidade -

Restaurantes McDonald’s passam a funcionar apenas com os serviços McDrive e McDelivery

-

- Publicidade -

Por outras palavras, ou vão buscar à zona do McDrive, nos restaurantes onde existe esta opção, ou encomendam via Uber Eats ou Glovo. Esta é a mais recente decisão da McDonald’s Portugal, no sentido de proteger colaboradores e clientes.

Apesar de, a cada dia, a empresa ter reforçado procedimentos de higiene e segurança alimentar, já habitualmente instituídos, e introduzido novas medidas de proteção, com especial enfoque nas salas dos restaurantes, chegou o momento de ajustar operações.

McDonald’s

“Tendo em conta o contexto atual que vivemos, chegou agora o momento de ajustar a nossa forma de operar mantendo em funcionamento apenas os serviços de McDrive e McDelivery, no sentido de apoiar as nossas comunidades e os clientes que precisam de nós pelas mais diversas razões: servir as pessoas que se encontram a trabalhar e servir as inúmeras famílias portuguesas que se encontram nas suas casas”, diz um comunicado da empresa enviado aos órgãos de comunicação social.

“Nos restaurantes onde iremos continuar a operar com os serviços McDrive e McDelivery contamos com equipas muito reduzidas, de forma a minimizar contactos pessoais, reforçámos os rigorosos processos de higiene e segurança, e introduzimos novos procedimentos de entrega das encomendas aos Clientes, no McDrive, e aos motoristas da Glovo e Uber Eats, que prestam o serviço McDelivery”, pode ler-se na mesma nota.

No texto enviado, não é referido se a medida se aplica a todos os restaurantes McDonald’s existentes em Portugal ou se existem exceções.

No que toca à concorrência, sabe-se que a Restaurant Brands Ibéria (RB Iberia), detentora dos direitos de exploração como masterfranchise para Portugal da marca Burger King, já encerrou os seus restaurantes próprios localizados em Matosinhos, Verdemilho (Aveiro) e Fátima como medida de prevenção de propagação da COVID-19.

No entanto, a Ibersol, grupo nortenho liderado por Alberto Teixeira e António Pinto de Sousa, comprado à Sonae há mais de duas décadas, e que em Portugal explora centenas de lojas da KFC, Pizza Hut e Burger King, entre outras marcas próprias e franquiadas, recusa-se a fechar restaurantes até ordem em contrário.

Já fora da restauração, muitos são os grupos/lojas que têm encerrado. Destacamos a FNAC, que encerrou todas as suas lojas em território nacional, à exceção daquelas localizadas no Centro Colombo, Almada Fórum, CascaisShopping, NorteShopping, GaiaShopping, Fórum Coimbra e Fórum Algarve.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Sigam-nos

10,244FãsGostar
4,047SeguidoresSeguir
508SeguidoresSeguir

Mais Recentes

Makro Portugal abre as portas das suas lojas a todos os consumidores

A partir das 06h de hoje, 6 de abril, a Makro Cash & Carry Portugal S.A. abre as portas de todas as suas lojas a nível nacional de forma a garantir a continuidade da cadeia de distribuição de produtos a todos os consumidores.

Crítica – Sonic the Hedgehog

Sonic the Hedgehog é uma aventura divertida que qualquer família pode desfrutar numa tarde de domingo.

Digimon Adventure Reboot já está disponível! Saibam aqui como ver

Sim, a primeira série a surgir no pequeno ecrã foi alvo de reboot, pelo que os próximos episódios serão altamente nostálgicos. Há, claro, diferenças.

Meet Now. Novo serviço do Skype permite fazer uma videochamada sem ser necessário criar conta

A Microsoft aproveitou estes dias para criar uma versão alternativa do Skype que faz com que não seja sequer necessário criar uma conta.

Swatch está a lançar um relógio por dia durante todo o mês de abril

E porquê? Porque a marca resolveu fazer uma viagem virtual de 30 dias a 30 destinos em todo o mundo durante o mês de abril, incluindo-se, claro, a cidade de Lisboa.
- Publicidade -