fbpx

Reportagem: Paixão Pelo Vinho Awards Wine Party (II/II) – Piso de Baixo e Conversas com Enólogos

Descemos então, mas continuamos mais um pouco pelo Norte.

Desta vez com Márcio Lopes: Este jovem enólogo e produtos apresenta-se com o seu Pequenos Rebentos, em versão Alvarinho e Loureiro. O primeiro ainda com apenas três semanas de garrafa, ainda instável, mas a prometer evolução interessante para gerar maior cumprimento de boca, e o segundo já com mais volume e elegância. Muito fino de boca. O Pequenos Rebentos apresenta-se ainda em modalidade Vinhas Velhas. Estágio em barrica velha, com recurso a battonage. Frescura sem deixar de ter acidez e final persistente.

Em seguida passamos para o Douro, com o rótulo Permitido. Também aqui temos escolha, com o Rabigato, feito em altitude de 650/700 metros no Douro Superior, a mostrar mineralidade mas também fruta, com muito equilíbrio, a puxar para o seco e a pedir harmonização com comida. Já o Viosinho apresenta mais pólvora, sem deixar de ser floral.

[photonic type=’google’ view=’photos’ album_id=’AIlW2TWj_PwKkoZvNxx3LEtcVLU-MoSv08-6FA74fqG4VbwSxZpVVFM’ main_size=’1600′ layout=’random’]

Paulo Ramos – Quinta de Paços (Barcelos) / Casa do Capitão-Mor (Monção): Mais um produtor de referência, mas desta vez um que faz questão em dizer que não é enólogo (“Não podemos só ficar na mão dos enólogos…”, atira em modo de provocação, lembrando que, quando se lembrou de juntar Alvarinho e Loureiro, muitos o chamaram de louco). Ao nível da prova, destaca-se o Casa de Paços, blend de Loureiro e Arinto, estagiado em cubas de inox, agradável e pronto a beber. No entanto, o Alvarinho da Casa do Capitão-Mor sai vencedor, cremoso e com longo final, com perfil cítrico e acidez equilibrado. Um belo vinho.

Tempo para subir ao double-decker bus e apanhar algumas conversas com enólogos. A começar, António Ventura, uma referência de décadas, que vem falar da sua experiência com vinhos de talha, nomeadamente na Sovibor, em Borba. Tintos de perfil mais suave do que o típico, uma tendência em crescimento e que promete ganhar cada vez mais presença.

De seguida falou Osvaldo Amado, enólogo conhecido pelo seu trabalho com espumantes mas com vasto trabalho em quase todos as regiões de Portugal, e que aqui falou da sua ligação profissional à Adega de Cantanhede. De destaque um tinto 2014, engarrafado em 2017 e com muita madeira.

Um evento com muita qualidade e potencial apresentado e que recompensou os apaixonados pelo vinho.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,781FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
629SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

Mercado Ferreira Borges vai ter uma feira dedicada a vinhos portugueses em setembro

Será a 3ª edição do Vinhos a Descobrir Wine Market, mostra e feira de vinhos produzida pela Inspire.

Os vinhos do ator e cineasta John Malkovich chegaram a Portugal

Estão já disponíveis no mercado nacional todas as cinco referências do produtor.

Vinhos da Sogrape dão pontos que podem ser trocados por vales Netflix, Ikea ou Galp

Se costumam comprar alguns vinhos em específico, então este passatempo é para vós.

JMV lança loja online. Há vinhos, espumantes, cafés e chás

Nesta fase de lançamento, a JMV arranca com uma campanha que coloca mais de 40 produtos com preços especiais.
- Publicidade -

Mais Recentes

“Compra um, recebe outro grátis” é a nova campanha da Ryanair

A decorrer até às 23h59 de hoje, 24 de setembro, a companhia aérea irlandesa promove assim a sua primeira oferta 2 por 1 de sempre.

HP apresenta o portátil de 15″ mais pequeno do mundo para criação e gaming

O Zbook Create foi apenas uma das novidades apresentadas esta tarde pela conhecida marca tecnológica.